Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Crise afeta Bolsa de Buenos Aires com queda de 10,73%



Monica Yanakiew
Correspondente da EBC


Buenos Aires – O rebaixamento da divida norte-americana, os problemas com a economia de países da União Europeia e o temor de uma recessão mundial provocaram uma queda nas bolsas da América Latina hoje (8). A Bolsa de Buenos Aires registrou a maior queda: retrocedeu 10,73% até alcançar os 2.738,41 pontos.

Nota divulgada pelo Instituto Argentino de Mercado de Capitais disse que esta foi a décima terceira maior queda na história do índice Merval. A ultima vez que foi registrada queda semelhante, ocorreu em 21 de setembro de 2008, quando o governo estatizou os fundos de pensão privados.

“As bolsas caíram porque os mercados perceberam que ainda não foi encontrada uma solução para esta crise, que dura desde 2008”, disse à Agência Brasil o economista Fausto Spotorno, da consultora Orlando Ferreres e Associados. “Não estamos vivendo apenas uma recessão, mas uma forte contração das economias”.

Segundo Spotorno, os problemas na Bolsa de Valores de Nova York afetam a América Latina “porque os fundos de investimento vendem seus ativos para conseguir maior liquidez, transferindo a crise para países como o Brasil e a Argentina”, disse.
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia