Porto Velho (RO) sábado, 4 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Coreia do Sul rejeita exigências para reabertura de parque industrial


Renata Giraldi
Agência Brasil

Brasília – O governo da Coreia do Sul rejeitou hoje (6) as exigências da Coreia do Norte para reativar as operações do complexo industrial de Kaesong. “As exigências do Norte são incompreensíveis e injustas”, disse o porta-voz do Ministério da Unificação, responsável pelos assuntos das duas Coreias, Kim Hyung-seok. Segundo o porta-voz do governo sul-coreano, o que se deseja é buscar o diálogo.

O parque industrial, aberto no território da Coreia do Norte em 2004, funcionava como o único polo de cooperação entre as duas Coreias, mas as atividades foram suspensas por tempo indeterminado em meio às ameaças de uma guerra nuclear deflagrada pelos norte-coreanos.

Ontem (5), a Comissão Nacional de Defesa da Coreia do Norte, liderada pelo presidente do país, Kim Jong-un, admitiu reiniciar as operações no complexo industrial se a Coreia do Sul abandonar o que chamou de “atos hostis e provocações militares”.

Jong-un referiu-se aos preparativos para um exercício militar conjunto da Coreia do Sul e dos Estados Unidos, em agosto, e ao uso de balões para enviar à Coreia do Norte panfletos com críticas ao governo do país.

Cerca de 53 mil norte-coreanos trabalhavam em Kaesong até o início de abril, mas todos os funcionários foram retirados do parque industrial, inclusive os da Coreia do Sul. Os últimos operários saíram no dia 3.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia