Porto Velho (RO) terça-feira, 17 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Coreia do Sul convida Dilma para participar da reunião do G20


 
Ivan Richard
 Agência Brasil

Brasília – O governo da Coreia do Sul convidou oficialmente a presidente eleita do Brasil, Dilma Rousseff, para participar da reunião de cúpula do G20 nos dias 11 e 12 deste mês, em Seul. Dilma fará parte da comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com o convite, a presidente eleita poderá participar de todos os eventos oficiais do encontro.

Não é a primeira vez que um presidente eleito acompanha seu antecessor em encontros internacionais. Em 1994, o então presidente eleito Fernando Henrique Cardoso integrou a comitiva do presidente Itamar Franco à 1º Cúpula das Américas, em Maimi (EUA). É comum a participação do presidente eleito nesse tipo de evento como forma de preparação do novo governo.

Apesar de compor a comitiva de Lula, Dilma não viajará para Coreia do Sul no avião do presidente. Ela irá a Seul em voo comercial acompanhada do ministro da Fazenda, Guido Mantega, e de assessores. O motivo é que Lula, antes de ir para Seul, tem compromissos oficiais em Maputo e Moçambique, na África, nos dias 9 e 10.

O presidente Lula desembarcará na capital coreana na próxima quinta-feira, por volta das 12h. No mesmo dia à noite, ele participa de jantar de trabalho oferecido pelo presidente da Coreia do Sul aos demais chefes de estado do G20. O tema será será a economia global e o marco para o crescimento forte e equilibrado.

“A cúpula de Seul, a quinta do G20, completa uma fase importante na história do encontro, pois conclui o programa de 47 ações adotadas em Washington, em novembro de 2008, como as reformas do FMI [Fundo Monetário Internacional], disse o secretário adjunto de imprensa da Presidência da República, Carlos Villanova.

Mais Sobre Mundo - Internacional

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

Segundo um estudo feito por 800 cientistas do Imperial College em Londres (1) sobre o desenvolvimento da altura das pessoas adultas nos últimos 100

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Um senhor de mais de 60 anos, vibrante, contestador, revolucionário e que provoca as mais diversas sensações e reações em quem tem contato com ele ou