Porto Velho (RO) sábado, 4 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Confrontos no Norte da Síria matam pelo menos 16 do EI



Da Agência Lusa

Pelo menos 16 combatentes do grupo Estado Islâmico foram mortos em confrontos com uma coligação militar árabe-curda no Norte da Síria, perto do feudo ‘jihadista’ de Raqa, informou hoje (3) o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Os ‘jihadistas’ tinham lançado uma ofensiva a 30 de dezembro contra diversas localidades em poder das Forças Democráticas Sírias (FDS) perto de Ain Issa, uma cidade controlada pela coligação, situada a 50 quilómetros ao Norte de Raqa, considerada a “capital” do Estado Islâmico na Síria.

Nessa ofensiva foram mortos 21 combatentes das forças curdas.

Ontem (2) à noite, “16 ‘jihadistas’ foram mortos e 19 feridos” em combates perto de Ain Issa com homens do FDS, que recuperaram uma pequena localidade que tinham perdido alguns dias antes para o Estado Islâmico, afirmou o diretor da OSDH, Rami Abdel Rahmane.

As FDS, formadas principalmente pelas unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) e combatentes árabes, encontram-se na primeira linha da luta contra os ‘jihadistas’.

Em 26 de dezembro, a coligação retomou do Estado Islâmico a barragem de Tichrine sobre o Eufrates, no Norte da Síria, assim como muitas localidades sobre a margem leste do rio.

Segundo a OSDH, a barragem é estratégica, porque fornece eletricidade a váriass regiões da província de Alepo.

Trata-se da segunda grande operação da coligação, fundada em outubro, que retomou do Estado Islâmico cerca de 200 aldeias na província de Hassaké.

Na margem oeste do Eufrates, o Estado Islâmico controla ainda vastos territórios de Raqa a Jarablus, perto da fronteira turca.

O conflito na Síria, que causou mais de 260 mil mortos desde março de 2011, começou pela repressão de manifestações pacíficas e evoluiu para uma guerra complexa, opondo inúmeros atores e implicando potências estrangeiras e grupos ‘jihadistas’.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia