Porto Velho (RO) sexta-feira, 12 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

COLÔMBIA - Ingrid Betancourt resgatada



Isaac Bigio*

(Londres, AG/BR Press) - O governo colombiano anunciou nesta quarta-feira (02/07) haver resgatado libertado Ingrid Betancourt, sequestrada desde 2002, três reféns americanos e outros 11 seqüestrados que estavam sob o poder das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). Este fato beneficiará o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe em sua luta com a Corte Suprema – que o questiona pela "ilegalidade" de sua eleição e pelo fato de 20% de seus congressistas estarem ligados ao pára-militarismo.

O resgate serve também para que Uribe possa se candidatar em uma nova eleição – ele deseja estender seu mandato, que segundo a constituição, deve terminar em 2010. Também beneficia McCain (que esteve na Colômbia) e a sua estratégia "anti-terrorista" frente a Obama (que propôs uma entrevista com Chávez e deseja congelar o Tratado de Livre Comércio com Bogotá).

Ex-candidata à presidência da Colômbia, Betancourt se converteu em um símbolo internacional. O presidenteHugo Chávez, inicialmente, quis culpar Uribe por colocá-la em risco ao romper as negociações, invadindo território do Equador.

Chávez quis intermediar, frustradamente, a libertação de Ingrid, e ganhar o status de "negociador" com as Farc, para fortalecer sua política e mostrar Uribe como ineficiente e intransigente ao não permitir a "legalização" da guerrilha para que chegasse à política pelas urnas e não pelas armas (como aconteceu na Nicarágua, Irlanda do Norte e África do Sul).

Direita avante

Após Uribe ter obtido a sua libertação sem conceder nada em troca, sua imagem, tanto interna quanto internacional, crescerá, e a direita continental tentará valer-se disso para lançar uma contra-ofensiva aos governos e partidos de esquerda da região.

Além do mais, este fato poderá influenciar a corrida eleitoral norte-americana, pois os republicanos vão querer usar isto para poder manter-se no poder, mostrando que a melhor maneira de derrotar o terrorismo é investir mais em inteligência e ações militares.

Assim como no caso do Sendero Luminoso, no Peru, as Farc são uma guerrilha que se desacredita por fazer ações militares impopulares termina debilitando a própria esquerda, e ajudando as forças conservadoras a se consolidar e a impor um modelo monetarista.

(*) O analista internacional e ex-professor da London School of Economics (LSE) Isaac Bigio é especializado em América Latina e assina uma coluna diária no jornal peruano Correo. Tradução: Angélica Resende/BR Press.
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Uma missão para um país como Israel, que se reinventou superando adversidades naturais e políticas, torna-se de grande relevância estratégica para est

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

A Missão Internacional Israel, promovida pelo Sebrae em Rondônia deve gerar grande frutos em breve. Empreendedores rondonienses compuseram a comitiv

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe