Porto Velho (RO) segunda-feira, 30 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

COLÔMBIA - Ingrid Betancourt resgatada



Isaac Bigio*

(Londres, AG/BR Press) - O governo colombiano anunciou nesta quarta-feira (02/07) haver resgatado libertado Ingrid Betancourt, sequestrada desde 2002, três reféns americanos e outros 11 seqüestrados que estavam sob o poder das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). Este fato beneficiará o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe em sua luta com a Corte Suprema – que o questiona pela "ilegalidade" de sua eleição e pelo fato de 20% de seus congressistas estarem ligados ao pára-militarismo.

O resgate serve também para que Uribe possa se candidatar em uma nova eleição – ele deseja estender seu mandato, que segundo a constituição, deve terminar em 2010. Também beneficia McCain (que esteve na Colômbia) e a sua estratégia "anti-terrorista" frente a Obama (que propôs uma entrevista com Chávez e deseja congelar o Tratado de Livre Comércio com Bogotá).

Ex-candidata à presidência da Colômbia, Betancourt se converteu em um símbolo internacional. O presidenteHugo Chávez, inicialmente, quis culpar Uribe por colocá-la em risco ao romper as negociações, invadindo território do Equador.

Chávez quis intermediar, frustradamente, a libertação de Ingrid, e ganhar o status de "negociador" com as Farc, para fortalecer sua política e mostrar Uribe como ineficiente e intransigente ao não permitir a "legalização" da guerrilha para que chegasse à política pelas urnas e não pelas armas (como aconteceu na Nicarágua, Irlanda do Norte e África do Sul).

Direita avante

Após Uribe ter obtido a sua libertação sem conceder nada em troca, sua imagem, tanto interna quanto internacional, crescerá, e a direita continental tentará valer-se disso para lançar uma contra-ofensiva aos governos e partidos de esquerda da região.

Além do mais, este fato poderá influenciar a corrida eleitoral norte-americana, pois os republicanos vão querer usar isto para poder manter-se no poder, mostrando que a melhor maneira de derrotar o terrorismo é investir mais em inteligência e ações militares.

Assim como no caso do Sendero Luminoso, no Peru, as Farc são uma guerrilha que se desacredita por fazer ações militares impopulares termina debilitando a própria esquerda, e ajudando as forças conservadoras a se consolidar e a impor um modelo monetarista.

(*) O analista internacional e ex-professor da London School of Economics (LSE) Isaac Bigio é especializado em América Latina e assina uma coluna diária no jornal peruano Correo. Tradução: Angélica Resende/BR Press.
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia