Porto Velho (RO) sexta-feira, 10 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

China aumenta taxas de juros para tentar frear inflação


Agência O Globo PEQUIM - O Banco Popular da China anunciou, neste sábado, uma alta de 0,27 ponto percentual das taxas de juros anuais, medida que será efetivada a partir deste domingo e com a qual o governo pretende frear a inflação. Com a alta, a taxa de juros dos depósitos passou a 2,79%, enquanto que as dos empréstimos subiu para 6,39%. Esta é o terceiro aumento das taxas de juros em menos de um ano. Na anterior, em agosto de 2006, o banco central chinês também optou por uma alta de 0,27 ponto tanto para depósitos como para créditos. O governo da China teme uma alta pressão inflacionárioa depois que, em 2006, anunciou que a economia nacional havia subido 10,7%, acima das expectativas e demasiadamente exagerada em alguns setores com investimento excessivo.Em fevereiro, a alta de preços ao consumidor teve alta de 2,7%, muito próxima ao limite de 3% considerado por Pequim como motivo de alerta. A China também mostra preocupação com o rápidp aumento de seu superávit comercial com outros países, que no mês passado atingiu US$ 23,760 bilhões, a segunda cifra mensal mais alta de sua história.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia