Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Chávez promete retornar à Venezuela no próximo domingo


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – Em Havana, capital cubana, recuperando-se da segunda cirurgia para retirada de um tumor maligno, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse ontem (11) que no próximo domingo (18) à tarde estará em Caracas (capital venezuelana). "Se Deus quiser, no próximo domingo à tarde eu estarei na Venezuela", disse ele, que está em campanha para tentar a reeleição.

No último dia 27, Chávez fez uma cirurgia para retirar um tumor na região pélvica – uma reincidência do câncer que teve em junho do ano passado. Ao chegar à Venezuela, o presidente terá de aliar as sessões de radioterapia com a campanha eleitoral para a Presidência da República. As eleições na Venezuela serão em 7 de outubro.

No período em que está em Cuba, os aliados de Chávez mantiveram sua campanha, promovendo manifestações e atos públicos. Ontem, jovens saíram às ruas para defender a candidatura do presidente.

"Eu vi as manifestações feitas pelo PSUV [partido governista] e os movimentos de jovens socialistas. Vamos trabalhar pela paz e a unidade com inteligência, sem cair em provocações das forças oposicionistas. Eles não têm um projeto. [As nossas propostas] estão escritas aqui [mostrando a Constituição Bolivariana da Venezuela] e são transparentes”, disse Chávez, em mensagem que foi ao ar na emissora estatal de televisão, VTV.

Nas imagens, Chávez aparece sentado, vestindo um abrigo esportivo com as cores do seu país, segurando um lápis com a mão esquerda e folheando alguns papeis. Ele usa óculos.

*Com informações da agência pública de notícias da Venezuela, AVN//Edição: Graça Adjuto
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia