Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Canadá tem 1ª morte por gripe aviária na América do Norte


 

Da Agência Brasil*

Brasília – Autoridades de Saúde do Canadá confirmaram hoje (9) a primeira morte no país pelo vírus H5N1, um dos que causam a gripe aviária. Este foi o primeiro caso na América do Norte. O Ministério da Saúde canadense informou que o caso foi detectado em um paciente que morreu na semana passada em um hospital na província de Alberta, no Oeste do país.

Segundo informações das autoridades, o paciente começou a apresentar febre e dor de cabeça depois de um voo da China para o Canadá, no dia 27 de dezembro. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a maior parte dos casos confirmados de morte de humanos pelo H5N1 foi registrada na Ásia, no Oriente Médio e na África.

Para o Ministério da Saúde, o risco no Canadá é baixo e o paciente é suspeito de ter sido infectado na China. Autoridades canadenses e chinesas estão investigando o caso para tentar determinar a rota de infecção. A orientação é que todas as pessoas que viajem à China evitem contato com aves.

* Com informações da agência de notícias do Japão, NHK

Mais Sobre Mundo - Internacional

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe

Com avanço nas Américas, Delta é "altamente preocupante", diz Organização Pan-Americana de Saúde

Com avanço nas Américas, Delta é "altamente preocupante", diz Organização Pan-Americana de Saúde

A variante Delta do novo coronavírus é "altamente preocupante", à medida que a mutação tem se espalhado para quase 20 países nas Américas, disseram