Porto Velho (RO) sábado, 28 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Brasil e Peru avaliam descentralização programas sociais



 Brasília, 25 – O secretário executivo da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), Onaur Ruano, participa de workshop sobre a descentralização dos programas sociais do Peru. O encontro ocorre durante toda a próxima semana, de 28 de março a 1º de abril, em Lima. Trata-se da quarta e última atividade do projeto de cooperação do governo brasileiro com o peruano.

O projeto de gestão descentralizada dos programas sociais foi assinado em outubro de 2007 entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e o Ministério da Mulher e Desenvolvimento Social do Peru (Mimdes). O objetivo é potencializar o processo de descentralização dos programas sociais daquele país, mediante a articulação com outros setores e a priorização da transferência das funções e competências aos governos locais e regionais, permitindo consolidar e fortalecer as instituições subnacionais no Peru.

Projeto – Após a assinatura do convênio, já foram desenvolvidas três atividades: a primeira, em 2008, em Lima, um seminário sobre políticas de superação da pobreza e de erradicação da pobreza extrema. Em 2009, ocorreram reuniões e jornadas de capacitação no Brasil e no Peru. A terceira atividade foi uma capacitação de agentes multiplicadores peruanos ocorrida no Brasil no ano passado.

Fonte: Adriana Scorza
Ascom/MDS

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia