Porto Velho (RO) quarta-feira, 1 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Brasil analisa crise entre Colômbia, Equador e Venezuela


Yara Aquino
Agência Brasil


Brasília - A crise diplomática que envolve Colômbia, Venezuela e Equador foi o principal tema da reunião de coordenação política realizada hoje (3) no Palácio do Planalto.

O ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, que não integra o grupo de ministros presentes regularmente à reunião, participou do encontro e fez uma exposição sobre o tema.

Amorim foi designado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para tratar do assunto e deverá conceder uma entrevista coletiva esta tarde, em Brasília. As informações são da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

O conflito entre os países vizinhos começou após operação militar na fronteira entre Colômbia e Equador no último sábado (1º). No conflito, o porta-voz e número dois das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Raúl Reyes, foi morto pelo Exército colombiano em território do Equador.

A invasão do território de fronteira gerou atrito entre os presidentes dos dois países e envolveu também o presidente da Venezuela, Hugo Chávez. O venezuelano criticou o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, e determinou o enviou de tropas do Exército para a região de fronteira e o fechamento da embaixada venezuelana em Bogotá.


 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia