Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

BOLÍVIA: Um Primeiro de Maio nacionalista


Liana Melo - Agência O Globo O presidente da Bolívia, Evo Morales, fará uma reunião de emergência com seu gabinete de ministros, para concluir o pacote de medidas de nacionalização que será anunciado nas comemorações do 1º de Maio na Praça Murillo, em La Paz. Estão previstas medidas que dizem respeito ao Brasil. Uma das medidas esperadas é a nacionalização do setor de transporte de combustíveis, que inclui a Transredes, controlada pela Shell e pela britânica Ashmore. Também seria concluída a nacionalização das áreas de exploração e produção de petróleo e gás, com a tomada do controle das empresas Andina (da British Petroleum) e Chaco (da hispano-argentina Repsol YPF). Está prevista ainda a reincorporação de algumas concessões de minas à Comibol. O partido de Morales, o Movimento ao Socialismo (MAS), afirmou ontem que o governo prosseguirá com a nacionalização dos recursos naturais do país. Morales também deverá anunciar a criação de um órgão semelhante ao BNDES: o Banco de Desenvolvimento Produtivo (Bandepro), para financiar pequenas e médias empresas. Além disso, ele fará um balanço das medidas adotadas até agora para gerar emprego nos setores de hidrocarbonetos e mineração. (Leia a íntegra da reportagem no Globo Digital.)

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia