Porto Velho (RO) quarta-feira, 15 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Bolívia recebe o primeiro pagamento relativo às jazidas de petróleo e gás


Agência O Globo LA PAZ - O governo boliviano recebeu nesta sexta-feira o primeiro pagamento de US$ 32,3 milhões de um imposto adicional fixado na nacionalização das jazidas de petróleo e gás decretado há quatro meses. A Petrobras, a hispano-argentina Repsol YPF e a francesa TotalFinaElf deram em conjunto essa quantia, depois de serem notificadas pelo Ministério de Hidrocarbonetos, que há uma semana emitiu um cronograma de pagamentos. Fontes das companhias confirmaram à agência EFE o pagamento, que até a última quarta-feiranão estavam certos do pagamento porque não haviam recebido notificação oficial. O pagamento corresponde a 32% do valor da produção dos campos de gás San Alberto e San Antonio, os maiores da Bolívia, e à exportação feita principalmente para o Brasil durante maio, primeiro mês da nacionalização. Os recursos foram depositados na conta da empresa estatal YPFB, no Banco Centra, já que o novo tributo foi fixado para fortalecer essa companhia, que enfrenta grave crise técnica e financeira. Na segunda-feira, o presidente boliviano, Evo Morales, trocou o principal executivo da YPFB, Jorge Alvarado, por causa de denúncias de irregularidades em um contrato firmado para exportar ao Brasil.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Portugueses Apostaram cerca de 1 Bilhão de Euros em Cassinos Online no 1º trimestre de 2020

Portugueses Apostaram cerca de 1 Bilhão de Euros em Cassinos Online no 1º trimestre de 2020

Os portugueses chegaram a marca de 1 bilhão de euros em apostas em cassinos online nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2020, segundo informaç

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a