Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Bin Laden morava em mansão próxima a academia militar



O líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, morto em uma operação militar ontem,   domingo (1) à noite, estava vivendo em uma uma mansão na cidade de Abbottabad, a 730 m da academia militar Abbottabads Kakul - a principal academia militar do Paquistão.

Fontes oficiais no Paquistão disseram ao serviço Urdu da BBC que a operação militar americana que matou Osama Bin Laden vitimou também cinco de seus seguranças. Durante a operação, foram detidos quatro suspeitos.

De acordo com fontes militares, a operação começou às 22h30 do horário local e durou cerca de 45 minutos. Os militares ainda não deram detalhes sobre números de vítimas, mas admitiram que um helicóptero foi derrubado durante a operação.

Os militares pediram aos moradores das imediações da mansão, na cidade de Abbottabad, que apagassem as luzes de suas casas e que não saíssem de suas casas. Pouco depois, os moradores ouviram tiros sendo disparados, seguido de tiroteios de armas de fogo pesadas.

Segundo testemunhas, um dos dois helicópteros utilizados na operação foi derrubado após ter sido atingido por tiros.

O helicóptero caiu dentro do complexo que era alvo da ação militar. A espaçosa mansão conta com muros de cerca de 4,5 metros, que não permitem que se veja o que se passava dentro da residência. Os muros são revestidos de arame farpado.

Após o ataque das forças americanas podia se ver chamas vindas de dentro da casa.

Paradeiro

Fontes militares paquistanesas disseram que tinham informações sobre o paradeiro de Osama Bin Laden havia alguns meses e que estavam no seu encalço.

As autoridades do Paquistão devem divulgar ainda nesta segunda-feira (2) um comunicado a respeito da morte do líder da Al Qaeda.

De acordo com testemunhos, o complexo em que ele foi morto também contava com mulheres e crianças entre os moradores, que contam ter encontrado destroços de um helicóptero no local e uniformes militares.

A casa teria sido construída por um engenheiro de etnia pashto, entre 10 a 12 anos atrás e nenhum dos moradores da região diz ter estado ciente de quem estava vivendo por lá.

Acesso

Segundo um jornalista local, o Exército do Paquistão controla uma grande área da cidade e todas as ruas que conduzem à academia militar Kakul foram bloqueadas.

As autoridades civis locais disseram não ter sido informadas pelo Exército sobre a operação e a polícia e as autoridades tiveram acesso bloqueado à região da mansão em que Bin Laden vivia.

Jornalistas locais disseram ter observado um forte movimento de militares na região, em uma proporção nunca vista antes. Além disso, foram avistados muitos soldados e veículos militares se dirigindo à região da casa em que o líder da Al-Qaeda estava abrigado.

Segundo os jornalistas, também havia dezenas de ambulâncias e carros de bombeiros perto da mansão, mas elas também tiveram acesso bloqueado ao local.


Fonte: Portal R7 com informações da BBC
 

VOCÊ PODE GOSTAR

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Missão em Israel proporciona grande experiência de fortalecimento comercial com produtos de Rondônia

Uma missão para um país como Israel, que se reinventou superando adversidades naturais e políticas, torna-se de grande relevância estratégica para est

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

Em Tel Aviv, potenciais de Rondônia são apresentados para empresários em Missão Internacional do Sebrae

A Missão Internacional Israel, promovida pelo Sebrae em Rondônia deve gerar grande frutos em breve. Empreendedores rondonienses compuseram a comitiv

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe