Porto Velho (RO) sexta-feira, 23 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Bancos suspendem negociações perdão dívida da Grécia


Agência Lusa

Brasília – Os bancos suspenderam hoje (13) as negociações com a Grécia quanto às modalidades de reestruturação da dívida do país, após uma reunião entre o primeiro-ministro grego, Lucas Papademos, e o diretor do Instituto de Finanças Internacionais (IIF), Charles Dallara. O instituto é a associação que reúne os principais bancos globais.

As discussões "não levaram a uma resposta construtiva de todas as partes", disse hoje o IIF, em comunicado divulgado nesta terça-feira em que acrescenta que as negociações "estão suspensas para permitir uma reflexão" sobre a conveniência de que as conversações continuem.

Uma fonte que participa das negociações disse que essas reuniões destinadas a acertar a reestruturação de 50% da dívida soberana da Grécia estão em um estado de tensão "extremo" e que as partes "devem reconhecer a situação muito grave" para "evitar o pior".

O principal obstáculo, de acordo com a imprensa, são os juros dos novos títulos de dívidas que irão substituir os títulos de dívida detidos por bancos e seguradoras, que constituem o núcleo dos credores da Grécia.

Os contatos deverão ser retomados provavelmente na próxima quarta-feira (18), embora os bancos tenham avisado à Grécia, ontem (12), que o tempo para um acordo quanto à participação do setor privado está chegando ao fim. A advertência ocorreu depois de reunião entre Dallara, Papademos e o ministro grego das Finanças, Evangelos Venizelos.

Além dos juros que serão pagos pelos novos títulos, outro assunto em discussão diz respeito à legislação que regerá as renegociações. A Grécia quer aplicar sua própria legislação, mas os credores exigem a lei britânica.

De acordo com o porta-voz do governo grego, Pantelis Kapsis, o país ainda não decidiu se aprova uma lei que exija aos credores relutantes que aceitem o perdão da dívida, uma opção no caso de uma maioria de 75% não concordar com o acordo. Esse passo poderia levar as agências de classificação de risco a declarar a Grécia falida e abrir a porta para que os detentores de seguros de crédito sobre dívida exijam o pagamento.

A reestruturação da dívida grega é um dos pilares do segundo programa de resgate anunciado em outubro passado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) e pela União Europeia, no valor de 130 bilhões de euros. Esse processo prevê que os credores privados (bancos, seguradoras e fundos) aceitem uma perda de 50% na dívida grega, o que aliviaria o endividamento grego em cerca de 100 bilhões de euros.

Recentemente, no entanto, autoridades da Grécia afirmaram a necessidade de aumentar as perdas que os credores terão de suportar, para permitir que as finanças públicas gregas se equilibrem. O Banco Central Europeu (BCE) já informou que não está envolvido nessas negociações.

Mais Sobre Mundo - Internacional

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

Segundo um estudo feito por 800 cientistas do Imperial College em Londres (1) sobre o desenvolvimento da altura das pessoas adultas nos últimos 100

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Um senhor de mais de 60 anos, vibrante, contestador, revolucionário e que provoca as mais diversas sensações e reações em quem tem contato com ele ou

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morreu em 2 de julho, aos 94 anos, Lido Anthony "Lee" Iacocca, um dos mais famosos executivos da indústria automobilística. Era filho de imigrantes it

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

A Escola Municipal de Música Som na Leste divulgou edital para matrícula de novos alunos para o preenchimento de vagas para os cursos no segundo semes