Porto Velho (RO) sexta-feira, 7 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Avião da Força Aérea cai e mata onze militares colombianos


 
Da Agência Lusa

Onze membros da Força Aérea Colombiana (FAC) morreram ontem, sexta-feira (31), na queda de um avião militar. A FAC informou num comunicado que um "avião 235 de transporte CASA, com a matrícula FAC 1261, caiu na área de Las Palomas, no município de Agustín Codazzi, com 11 tripulantes a bordo”.

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, tinha inicialmente relatado na rede social Twitter que havia doze vítimas deste incidente, mas fontes do Ministério da Defesa e da FAC confirmaram posteriormente onze mortes: um major, um tenente e nove sargentos.

O presidente colombiano lamentou o acidente, que “matou os heróis das forças aéreas colombianas”, e prestou condolências às famílias dos mortos.

Segundo os relatos iniciais, existe a indicação de que o avião partiu da base de Palanquero, no Centro-Oeste da capital colombiana. A Força Aérea explicou que uma falha de motor foi relatada pela tripulação, e confirmou não haver sobreviventes do desastre.

A aeronave CASA 235 é um aparelho normalmente utilizado para transportar tropas e pode levar até cinquenta pessoas.


Agência Brasil
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Autoridades na Grécia fecham único centro de COVID-19 para refugiados

Autoridades na Grécia fecham único centro de COVID-19 para refugiados

Um centro da organização internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) montado na ilha grega de Lesbos para tratar em isolamento pessoas com COVID-19 foi

Portugueses Apostaram cerca de 1 Bilhão de Euros em Cassinos Online no 1º trimestre de 2020

Portugueses Apostaram cerca de 1 Bilhão de Euros em Cassinos Online no 1º trimestre de 2020

Os portugueses chegaram a marca de 1 bilhão de euros em apostas em cassinos online nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2020, segundo informaç

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd