Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Avançam negociações para suspender atividades nucleares no Irã


Da Agência Brasil *

Brasília – O Irã vai iniciar a suspensão por seis meses de algumas atividades nucleares, conforme  previsto no acordo de Genebra, em fins de dezembro ou início de janeiro, disse hoje (29) o representante iraniano na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Reza Najafi. O acordo alcançado no último final de semana entre o Irã e os países do G5+1 (Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, França, China e Alemanha) prevê a suspensão de certas atividades nucleares iranianas em troca de um alívio das sanções internacionais.

A suspensão das atividades tem por objetivo demonstrar um avanço iraniano no contexto do controle do programa nuclear do país. O acordo, válido por seis meses, prevê especificamente a suspensão do enriquecimento de urânio em mais de 5%, a suspensão da construção do reator de água pesada de Arak – que poderá produzir plutônio – e o aumento das inspeções internacionais às instalações nucleares.

Segundo Najafi, a Aiea vai ter papel chave na verificação da aplicação do acordo. As negociações preliminares já estão sendo conduzidas.

* Com informações da Agência Lusa   //    Edição: Denise Griesinger

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia