Porto Velho (RO) segunda-feira, 30 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Autoridade japonesas confirmam focos de radiação em Tóquio


Renata Giraldi*
Agência Brasil


Brasília - Autoridades do Japão confirmaram que foram detectados pequenos focos de radiação na capital do país, Tóquio, e em áreas próximas à cidade. Foram feitos testes para verificar como a contaminação decorrente dos acidentes radioativos de 11 de março de 2011 atingiram a região metropolitana. Em consequência do terremoto seguido por tsunami de março, houve vazamentos e explosões na Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do país.

A usina está localizada a mais de 200 quilômetros de Tóquio. Os níveis de radiação em uma das áreas ficou pouco abaixo do limite a partir do qual é recomendada a retirada dos moradores da região e mais alto em áreas dentro da zona de exclusão, em torno da usina.

O medo da radiação tornou-se uma das maiores preocupações dos japoneses, após o terremoto e o tsunami de março no Nordeste do país, que danificaram a usina de Fukushima e provocaram o vazamento de radiação.

Em decorrência dos acidentes radioativos, cidades inteiras ao redor da usina foram esvaziadas. As populações foram transferidas provisoriamente para abrigos mantidos pelo governo federal. As crianças estão sendo monitoradas para verificação do nível de radiação. Além disso, as autoridades japonesas proibiram o plantio, o consumo e a venda de produtos na região de Fukushima.

*Com informações da BBC Brasil.

 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia