Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Amorim sobre Bolívia: 'O importante é que não haja confisco'


Cristiane Jungblut - Agência O GloboBRASÍLIA - Depois de participar da festa de aniversário do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse que as negociações com a Bolívia sobre a exploração, pela Petrobras, de gás naquele país estão ocorrendo em termos técnicos. O importante, segundo Amorim, é que não haja "imposições e nem confisco".- O importante é assegurar tanto as garantias jurídicas, quanto uma viabilidade econômica. É que estamos tentando obter. Não haverá imposições unilaterais. E não é por causa das eleições. O importante é que as condições sejam adequadas, que tornem o empreendimento viável, que não haja, como dissemos muitas vezes, confisco - disse Amorim.Amorim disse ter "confiança" de que tudo seja resolvido de forma acordada até o prazo final.- Agora, sinto que há uma atitude mais pragmática, uma busca de soluções. Quer dizer, discutir questões técnicas, propostas e menos retórica. Então, sinto que isso é um progresso. É importante a gente deixar claro que para nós o acordo tem que ser um acordo que se baseie na negociação, e que seja bom para os dois - disse Amorim.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Argentina: greve geral atinge vários setores e envolve sociedade civil

Argentina: greve geral atinge vários setores e envolve sociedade civil

É a 3ª paralisação em dois anos e meio do governo Mauricio Macri

Na próxima quinta-feira, Consistório para a criação de novos cardeais

Na próxima quinta-feira, Consistório para a criação de novos cardeais

Papa Francisco presidirá o Consistório Ordinário Público para a criação de novos cardeais e celebrará a Eucaristia da Solenidade dos Santos Apóstolos

A partir de hoje, mulheres sauditas ganham direito de dirigir

A partir de hoje, mulheres sauditas ganham direito de dirigir

Fim da proibição foi anunciada em junho pelo rei Salman bin Abdulaziz

ONU Mulheres condena assédio promovido por brasileiros na Rússia

ONU Mulheres condena assédio promovido por brasileiros na Rússia

Para a entidade, repercussão dos fatos mostra consciência do problema