Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

AMORIM: Restrição carne brasileira contraria normas OMC


Sabrina Craide
Agência Brasil


Brasília - O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse hoje (18) que as restrições quantitativas em relação à carne do Brasil, feitas pela União Européia, contrariam as normas da Organização Mundial do Comércio (OMC). Segundo o ministro, essa posição já foi repassada ao comissário europeu de Comércio Exterior, Peter Mandelson, em uma conversa que tiveram no último sábado (16).

"As questões ligadas a temas sanitários e fitossanitários são complexas, porque a latitude do importador é grande, mas não creio que essa latitude deva ser interpretada a ponto de permitir medidas de restrição quantitativa que não tenham nenhum fundamento e nenhum caso de uma doença ou de uma enfermidade específica", disse Amorim.

Amorim afirmou que o Brasil já levou essa discussão à OMC, mas não afirmou se o país irá questionar as medidas na organização. "Vamos conversar, se encontrar uma solução sem briga, melhor, mas as vezes que for necessário brigar, nós brigamos", afirmou.

Segundo ele, há uma tentativa de encontrar uma solução para o problema. "Vamos ver se essa solução abre caminho para algo de mais longo prazo que não implique em uma restrição quantitativa, porque isso seria, a primeira vista, contrário às normas da OMC".

Ele ressaltou que o Itamaraty sempre repassou ao Ministério da Agricultura as informações que recebeu sobre a possível restrição da União Européia à carne do Brasil. "Tenho certeza que o Ministério da Agricultura fez tudo que era possível também, dentro da sua capacidade. Mas essas coisas não são fáceis, elas demandam tempo", disse Amorim.

Segundo o ministro, as restrições da União Européia foram criadas em função de problemas que não existem no Brasil, como a doença da vaca louca. "Mas temos que agradar o cliente, se o cliente pede determinada coisa, temos que procurar fazer, dentro do que é razoável", afirmou.

Amorim disse acreditar que a União Européia esteja "firmemente engajada" numa conclusão exitosa da Rodada de Doha. "Naturalmente, teremos que vencer as diferenças, nenhum documento que venha das presidências vai satisfazer integralmente ninguém, também não nos satisfaz, nem na parte agrícola, nem industrial. Mas creio que temos que negociar."

No dia 31 de janeiro, a União Européia suspendeu a compra de carne do Brasil, alegando insuficiência das garantias sanitárias e de qualidade dadas pelo país.
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

As mulheres e os homens mais compridos do mundo

Segundo um estudo feito por 800 cientistas do Imperial College em Londres (1) sobre o desenvolvimento da altura das pessoas adultas nos últimos 100

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Dia Mundial do Rock é comemorado neste sábado

Um senhor de mais de 60 anos, vibrante, contestador, revolucionário e que provoca as mais diversas sensações e reações em quem tem contato com ele ou

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang

Morreu em 2 de julho, aos 94 anos, Lido Anthony "Lee" Iacocca, um dos mais famosos executivos da indústria automobilística. Era filho de imigrantes it

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

Porto Velho: Inscrições para vagas na escola de música Som na Leste encerram nesta quarta, dia 03

A Escola Municipal de Música Som na Leste divulgou edital para matrícula de novos alunos para o preenchimento de vagas para os cursos no segundo semes