Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Água contaminada em Fukushima tem nível de radioatividade semelhante ao registrado em 2011


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – A empresa Tokyo Electric Power (Tpco), que administra a Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do Japão, informou que a água contaminada que vazou para o Oceano Pacífico tem os mesmos níveis de radioatividade e, portanto, a mesma contaminação registrada na época do acidente nuclear. Em março de 2011, um terremoto seguido por tsunami provocou vazamentos e explosões na usina, gerando um dos piores acidentes radioativos da história recente do Japão.

De acordo com a empresa, uma amostra de água recolhida ontem (26), no subsolo do reator número 2 de Fukushima, contém o mesmo nível de contaminação da água medida um mês depois do acidente de 2011.

Na semana passada, a Tpco admitiu o vazamento de água para o oceano. A operadora pediu desculpas públicas e assegurou que fará esforços para impedir a contaminação. Segundo os peritos, a quantidade de água que vazou é pequena.

Os vazamentos e explosões em Fukushima levaram o governo do Japão a esvaziar cidades inteiras, que ficavam nas áreas ao redor da usina, além de proibir o consumo de produtos e alimentos da região e manter o monitoramento sobre eventual contaminação.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia