Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Afeganistão investiga relato de morte de líder talibã


 

Da Agência Lusa

O governo afegão anunciou hoje (29) que investiga as informações relativas à morte do mulá Omar, líder supremo dos talibãs afegãos, em fuga desde o fim de 2001.

O anúncio foi feito pelo porta-voz da presidência do Afeganistão, Sayed Zafar Hashemi, depois de várias fontes terem divulgado a morte do chefe rebelde afegão. Uma fonte da segurança afegã disse à agência de notícias EFE que o Afeganistão foi informado pelo Paquistão da morte do líder dos talibãs "há dois ou três anos".

A mesma fonte afirmou que Cabul foi avisada da morte pelas autoridades paquistanesas, pouco depois do início das negociações entre o governo afegão e os rebeldes talibãs.

Os talibãs não confirmaram oficialmente a morte do mulá Omar, que não é visto em público desde a entrada da coligação internacional, liderada pelos Estados Unidos, em 2001, que levou à queda do governo talibã.

Não é a primeira vez que surgem informações sobre a morte ou doença do líder supremo dos talibãs. "Vimos notícias sobre a morte do líder talibã afegão mulá Omar no momento não podemos confirmar, nem negar essas informações", disse Hashemi, em entrevista à imprensa.

"Estamos investigando essas notícias e faremos um comentário assim que for confirmada a veracidade dos relatos", acrescentou.

Na sexta-feira (31), tem início uma segunda rodada de negociações de paz entre os rebeldes e representantes do governo afegão, que deverá ocorrer no Paquistão.

A morte de Omar, caso se confirme, representa um revés significativo para o movimento rebelde talibã, que luta contra Cabul há quase 14 anos, com divisões internas e ameaçado pela crescente presença do grupo radical Estado Islâmico (EI) no Sul da Ásia.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia