Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

7 milhões de pessoas precisam de ajuda na Síria


Gente de Opinião

Da Agência Brasil *

Brasília – Cerca de sete milhões de pessoas atingidas pelo conflito na Síria precisam de ajuda humanitária de emergência e, para isso, serão necessários US$ 4,4 bilhões ainda neste ano, disse hoje (17) a coordenadora das operações humanitárias das Nações Unidas (ONU), Valerie Amos.

"Mais de dois milhões refugiaram-se fora das fronteiras sírias e mais de quatro milhões são deslocados internos. Estamos fazendo o possível, mas não é suficiente", informou Valerie. Segundo ela, só para 2013, a ONU precisa de US$ 4,4 bilhões para a Síria e países vizinhos, mas até agora só conseguiu US$ 1,84 bilhão.

No início de setembro, ministros de países vizinhos à Síria lançaram, em Genebra, um apelo à comunidade internacional para um apoio em massa ao país, especialmente para a construção de escolas e obras de infraestrutura.

De acordo com o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur), cerca de 742 mil refugiados sírios estão no Líbano, 519 mil na Jordânia, 463 mil na Turquia, 186 mil no Iraque e 124 mil no Egito.

Ontem (16), a Comissão de Inquérito da ONU sobre a Síria divulgou relatório sobre os conflitos, no qual constata o uso de armas químicas. Também ontem, representantes médicos alertaram a comunidade internacional para a crise na área da saúde no país.

Gente de Opinião

*Com informações da Agência Lusa    //      Edição: Denise Griesinger

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia