Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

3 milhões de sírios têm dificuldade de acesso a alimentos


Renata Giraldi*
Agência Brasil

Brasília – A chefe da área de cooperação internacional e de ajuda humanitária da União Europeia, Kristalina Georgieva, disse hoje (12) que cerca de 3 milhões de sírios precisam de assistência alimentar. Segundo ela, essas pessoas não estão conseguindo receber alimentos. De acordo com Kristalina, a intensificação dos combates impede a ação humanitária. Ela apelou para que o governo e a oposição sírias cooperem e respeitem as leis de guerra.

A representante da União Europeia apelou ao governo sírio e à comunidade internacional. Segundo ela, é necessário pressionar o presidente sírio, Bashar Al Assad, e a oposição para respeitarem as leis da guerra, a fim de preservar a vida dos civis e não disparar contra ambulâncias. Ela ressaltou também que é fundamental garantir a evacuação das áreas onde há feridos e autorizar o ingresso da ajuda humanitária nas regiões de conflitos.

Há 18 meses, a Síria está sob clima de guerra. Cerca de 25 mil pessoas morreram, segundo organizações não governamentais (ONGs). Os conflitos começaram a partir de exigências da oposição para a renúncia de Assad, a abertura política e o fim das violações de direitos.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa // Edição: Juliana Andrade
 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia