Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Temporal provoca estragos no centro-sul/RO


   
Instabilidade oriunda do Mato Grosso provocou ventos fortes e chuva torrencial em algumas localidades durante a madrugada desta sexta-feira.

Daniel Panobianco – A chuva retornou com força ao sul de Rondônia na madrugada desta sexta-feira. Em Vilhena, os ventos fortes começaram por volta das 4 horas, quando a estação automática do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) registrou rajada máxima de vento de 49,6 km/h. Até as 8 horas, o volume de chuva na estação já havia chegado a marca dos 47,6 milimetros.

Mas o tempo severo foi mais abaixo, entre Vilhena e Colorado do Oeste. Por volta das 5 horas, nuvens muito desenvolvidas avançaram do oeste de Mato Grosso trazendo fortes rajadas de vento e precipitação torrencial. A região mais atingida pelo temporal dentro do município de Colorado d' Oeste foi a do povoado de Perobal, que fica às margens da rodovia RO-399. Segundo informações obtidas via contato com a imprensa local, várias construções sofreram danos, com destelhamentos, principalmente, devido às rajadas de vento. A chuva também foi muito intensa, com precipitação superior a 50 milímetros por hora, de acordo com hidroestimadores de precipitação.

Outra região atingida por fortes temporais no final da madrugada foi a de Corumbiara e Chupinguaia. O interior dos dois municípios teve estragos com destelhamentos de casas e barracões e queda de árvores.

Já nas primeiras horas do dia, o tempo também fechou em Espigão d' Oeste, Parecis, São Felipe d' Oeste, Primavera de Rondônia, Rolim de Moura e Cacoal, com registro de ventos fortes ocasionais e pancadas de chuvas e trovoadas em alguns pontos. Na cidade de Cacoal, a estação automática do INMET registrou 35,4 mm entre 7 e 9 horas hora, o maior volume de chuva desde o dia 31 de maio.

Em Pimenta Bueno, uma forte área de tempestade, com precipitação torrencial de 50 mm/h, complicou o trânsito na rodovia BR-364 na altura do Distrito de Marco Rondon, sentido Vilhena. A força do temporal logo alagou os pontos mais baixos dificultando a passagem de veículos pelas linhas secundárias. Na zona urbana, a chuva foi menos intensa, mas ainda assim capaz de provocar transtornos.

A grande área de instabilidade também foi capaz de modificar as condições meteorológicas na região de Ji-Paraná, que há mais de 150 dias não registra precipitação superior a 10 milímetros. A força da estiagem na região central de Rondônia reflete diretamente nas pastagens e no nível de rios, córregos e igarapés. Esse já é o período mais longo sem precipitação significativa em Ji-Paraná desde 1998. Durante o mês de agosto, ocorreram chuvas uniformes em todo o Estado, com totais acumulados no mês de mais de 100 milímetros em Guajará-Mirim, Vilhena e Porto Velho. Em Ji-Paraná choveu apenas 4 milímetros.

A previsão do CPTEC/INPE indica um domingo de eleições bastante instável em Rondônia, com risco de chuva forte.

Dados: CPTEC/INPE – Rádio Meridional FM
Fonte: De olho no tempo

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre