Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Sipam e MMA capacitam municípios do arco do desmatamento em Porto Velho



O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), o Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA) e o Ministério do Meio Ambiente (MMA) dão início, nesta terça-feira (05/10), ao Programa de Fortalecimento da Gestão Ambiental dos Municípios da Operação Arco Verde/Terra Legal, que oferecerá cursos presenciais de 200 horas aSipam e MMA capacitam municípios do arco do desmatamento em Porto Velho - Gente de Opinião agentes de municípios, estados e representantes da sociedade civil da Amazônia Legal.

Serão contemplados os 43 municípios inseridos desde 2009 na Operação Arco Verde, devido ao alto índice de desmatamento em seu território. A intenção é transmitir aos gestores alternativas sustentáveis de produção e estimular a mudança no perfil econômico regional. Divididas em sete cidades-pólo, cerca de 150 pessoas provenientes destas localidades participarão do curso, que terá duração de cinco módulos de uma semana cada. Os módulos irão abordar os seguintes temas: “Floresta em pé – conservação e uso dos recursos naturais como instrumento para o desenvolvimento sustentável”, “Conhecendo seu território - Planejamento territorial participativo”, “Institucionalização da gestão do território: construção dos instrumentos da política ambiental municipal e CAR”, “Licenciamento como instrumento de gestão” e “Sustentabilidade financeira da política municipal de meio ambiente”.

O cronograma inicia agora e segue até dezembro nos pólos, localizados em Altamira, Marabá e Santana do Araguaia (no Pará); Alta Floresta, Confresa e Juina (no Mato Grosso) e em Porto Velho (Rondônia). Após a capacitação, os consultores contratados irão trabalhar, por um ano, desenvolvendo projetos municipais na região, como gestão de resíduos sólidos, regulamentação ambiental dos municípios e plano de combate ao desmatamento.

Comprometido com a gestão ambiental nos municípios da Amazônia através do programa SipamCidade, o Sipam é responsável pela contratação das empresas que darão estrutura ao treinamento e também por ministrar conteúdos de planejamento territorial durante o curso. “Essa ação visa construir alternativas em conjunto com outros órgãos do governo federal para tirar esses municípios da lista dos maiores desmatadores da floresta amazônica”, destaca o diretor de produtos do órgão, Wougran Galvão.


Pólo de Porto Velho reúne municípios
de Rondônia, Roraima e Amazonas

Nesta semana, o primeiro módulo está sendo aplicado em Porto Velho no auditório do Hotel O Compadre, localizado na BR 364, km 3,5 - sentido Cuiabá, no bairro Três Marias. Participam do treinamento representantes dos municípios de Porto Velho, Machadinho D'Oeste, Nova Mamoré e Pimenta Bueno, de Rondônia; Mucajaí, de Roraima; Lábrea, Apuí e Boca do Acre, do Amazonas, além de servidores destes estados.

Vindo de Apuí, o coordenador de controle ambiental do município, Adelar de Alcantar, é um dos participantes que acreditam na capacitação como forma de buscar alternativas sustentáveis. “Se unirmos os órgãos ambientais, elaborarmos projetos e trabalharmos em conjunto com a população poderemos orientar melhor atividades como pecuária e agricultura, que hoje ameaçam nosso meio ambiente”, revela.

A programação acontece de hoje a sexta (05 a 08/10), das 8h às 18h.

Fonte: Vanesssa Ibrahim
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir