Porto Velho (RO) sábado, 23 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Seminário para arborização urbana em Porto Velho


A prefeitura de Porto Velho está preparando relatório sobre o 1° Seminário Municipal de Arborização Urbana, realizado de 15 a 17 de maio, no Teatro Banzeiros. A responsabilidade pelo trabalho é da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), que coordenou e organizou o evento. Profissionais de São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná e Amazonas participaram do seminário, que também serviu de base para a elaboração do Plano Diretor Municipal de Arborização Urbana.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Edjales Benício, disse que o seminário foi um grande sucesso e que vários pontos positivos serão utilizados para melhorar a arborização da Capital. “O principal ganho de tudo isso, a partir do Plano Diretor de Arborização Urbana, será a melhoria na qualidade de vida da população e o planejamento a médio e longo prazo do trabalho a ser realizado”, frisou Edjales.

De acordo com o secretário, o seminário possibilitou a criação de um banco de dados com resoluções importantes a serem discutidas pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (Condema); apontou a necessidade de qualificar servidores da prefeitura, integrantes do Corpo de Bombeiros Militares e da Eletrobrás para melhor executarem serviços de podas e erradicações de árvores, além de estabelecer as diretrizes para o Plano Diretor Municipal de Arborização Urbana.

O Seminário também indicou a necessidade de aprovação de novas leis, cujos projetos deverão ser encaminhados em breve à Câmara Municipal. Uma das propostas terá o objetivo de normatizar as compensações pela erradicação de árvores, mudanças na lei de uso e ocupação do solo para garantir mais áreas verdes ao Município, tipos de árvores a serem plantadas e onde deverão ser plantadas. “Preferencialmente essas árvores devem ser nativas da nossa região”, afirmou o secretário.

Inventário

Ainda conforme informações de Edjales Benício, um dos pontos mais importantes é que a prefeitura, a partir de agora, poderá contratar uma empresa para fazer o inventário sobre as árvores existentes e onde estão plantadas. O inventário também vai apontar prognósticos a serem utilizados no plano diretor. Caso não ocorra qualquer impedimento, a Sema deverá lançar o edital para contratação da empresa já no próximo mês.

Edjales agradeceu os participantes que vieram de outros estados, que na avaliação dele, muito contribuíram para com a riqueza dos debates e dos assuntos abordados, agradeceu o apoio do prefeito Mauro Nazif, dos servidores da Sema e do público que prestigiou o evento.

Fonte:  Augusto José

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir