Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Rioterra e UNIR criam banco de sementes para espécies amazônicas


 
Gente de Opinião

Os pesquisadores da UNIR e do Centro de Estudos Rioterra, em parceria com o Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade/ICMBio estão realizando estudos fenológicos (floração e frutificação) de espécies nativas no interior da Floresta Nacional do Jamari. Eles trabalham na coleta de sementes e identificação de matrizes “porta-sementes”. Estes estudos serão fundamentaisGente de Opinião para garantir a obtenção de material genético para composição do banco de sementes e produção de mudas a partir de espécies adaptadas a região, para que sejam empregadas nos experimentos de recuperação de matas ciliares.
 
As árvores matrizes são marcadas por GPS para futura localização destas. Em seguida os dados de campo são enviados ao Laboratório de Geoprocessamento da Rioterra para que sejam espacializados através de representações cartográficas. Em breve estes dados serão disponibilizados através do site www.semenadosustentabildade.org.
 
O projeto tem como meta atingir a produção de 400 mil mudas até o fim de 2011 e estudar parâmetros para processos de recuperação em áreas de proteção permanente. As mudas produzidas no Viveiro Municipal de Itapuã do Oeste/RO serão distribuídas gratuitamente para os agricultores familiares cadastrados no banco de áreas.
 
O projeto Semeando Sustentabilidade é realizado em parceria com a Universidade Federal de Rondônia-Unir, Grupo Geoprocessamento/Ulbra, Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade/ICMBio, representado pela gerência da Floresta Nacional do Jamari e prefeitura de Itapuã do Oeste. Conta ainda com o apoio da prefeitura de Cujubim, do Ministério do Desenvolvimento Agrário/MDA, da Superintendência de Patrimônio da União/SFB e do Serviço Florestal Brasileiro/SFB.
 
De acordo com o coordenador geral do projeto, Alexis Bastos, o projeto será realizado em dois anos, mas as comunidades estarão preparadas para dar continuidade ao ciclo de recomposição das matas ciliares.
 
Fonte: Solano
 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat