Porto Velho (RO) domingo, 5 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil


O rio Madeira está acima dos 15 metros, ano passado, na mesma época, já ultrapassava os 17 metros - Gente de Opinião
O rio Madeira está acima dos 15 metros, ano passado, na mesma época, já ultrapassava os 17 metros

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em 2014, foi o que explicou o coordenador estadual da Defesa Civil, Major Tadeu Sanchez.

Segundo o coordenador, a Defesa Civil Estadual é acionada pelas municipais para dar suporte ao trabalho.  “Neste mesmo período, no ano passado, o rio atingiu 17,26 metros, dois metros acima do que encontra-se este ano. Estamos em alerta e intensificamos os trabalhos junto aos municípios, e quatro famílias de Candeias do Jamary foram retiradas de áreas de risco”, explicou o coordenador.

Os principais pontos de inundação, segundo a Defesa Civil, englobam os municípios de Porto Velho, Nova Mamoré (rio Madeira), Guajará-Mirim (rio Mamoré), Costa Marques (rio Guaporé), Candeias do Jamary (rio Candeias), Ariquemes (rio Jamary), Ji-Paraná, Cacoal e Pimenta Bueno (rio Machado).

“Nós temos auxiliado os municípios monitorando as principais áreas de risco. É importante frisar, também, que o rio atinge o nível de alerta quando ultrapassa a cota, o que varia muito. Esse monitoramento é feito de forma regionalizada. Quinzenalmente, por vídeo transferência, são repassadas todas as informações, dados e a situação do nível dos rios à Agência Nacional de Águas (Ana), que acompanham de perto a situação”, enfatizou.

LOCAIS DE ALERTA

A atenção é redobrada com os municípios da região central do Estado, banhados pelas bacias dos rios Jamary e Machado. “Essas são bacias que nascem e terminam no estado de Rondônia. A nossa preocupação é porque elas respondem rapidamente à variação dos rios. Desta forma, as cidades de Ji-Paraná, Cacoal, Jaru, Ariquemes e Pimenta Bueno são as mais afetadas”, ressaltou o major.

FAMÍLIAS DESABRIGADAS

Ainda segundo o coordenador, as quatro famílias desabrigadas em Candeias foram prontamente atendidas pela Defesa Civil e Secretaria de Estado de Assistência do Desenvolvimento Social (Seas). “Essas famílias recebem cestas básicas e barracas. Candeias foi o único município que acionou a Defesa Civil estadual pedindo apoio para as áreas de risco. E continuamos acompanhando as demais regiões e orientando as famílias”.

DICAS DE SEGURANÇA

Por ser uma atividade oriunda da natureza, não há como mudar o percurso dos acontecimentos, mas ficar atento às áreas de risco e seguir determinadas dicas de segurança podem evitar acidentes. A primeira delas é receber e seguir as orientações dos agentes.

“Se o agente de qualquer órgão de proteção orientar a família a sair do local, é porque existe risco. No caso de chuvas rápidas, nós orientamos a não andar em locais onde a água esteja cobrindo parte da roda dos veículos. Em casos de emergência, entrar nessas áreas sempre com os vidros abertos, pois, com a água, o sistema elétrico pode deixar de funcionar e o motorista não conseguir abrir as portas. Evitar ficar próximo à árvores, placas ou estruturas precárias. Procurar locais mais amplos e abertos e, se possível, evitar o contato com a água que oferece riscos à saúde humana”, alertou o coordenador.

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre

Porto Velho Shopping reforça ações de sustentabilidade e recicla 38% de lixo produzido

Porto Velho Shopping reforça ações de sustentabilidade e recicla 38% de lixo produzido

Em 2019 o Porto Velho Shopping administrado pela Ancar Ivanhoe, reciclou 38% do lixo produzido no empreendimento. Entre os projetos está o Ecoponto, q