Porto Velho (RO) quinta-feira, 9 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Radar confirma que solos dos geoglifos sofreram alteração humana



Análise química da terra dirá se estruturas eram realmente para agricultura 

 
Prospecções realizadas recentemente com um sensor de última geração confirmaram, mesmo sem escavação, grande presença de material  cerâmico em dois geoglifos localizados entre Senador Guiomard e Rio Branco. Os fragmentos, de acordo com o pesquisador  Lúcio Flávio Zancanella, seriam possivelmente de utensílios domésticos. Zancanella faz tese de doutorado estudando os solos dos geogflifos.

O georradar, como é conhecido o equipamento, ajudou na demarcação das áreas dos geoglifos estudados. O trabalho começou na terça-feira da semana passada, 20 de maio. O sensor é do mesmo utilizado nas pesquisas na Antártida. Na próxima semana, Zancanella e sua equipe dão início às escavações nos geoglifos estudados. 

Radar confirma que solos dos geoglifos sofreram alteração humana  - Gente de Opinião
Análise química da terra dirá se estruturas eram realmente para agricultura


O uso do sensor confirmou que os solos presentes nos geoglifos sofreram alteração humana. A análise química desse material permitirá afirmar que as estruturas de terra eram áreas de agricultura.

Atuam no projeto de Zancanella os orientadores da tese João Luiz Lane, da Universidade Federal de Viçosa (UFV); Marcio Rocha Francelino, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; Denise Schaan, da Universidade Federal do Pará; e Carlos Schaffer, da UFV. A pesquisa de Lúcio Flávio tem o apoio do Governo do Acre e de outras instituições.

"Como os tamanhos desses geoglifos podem atingir vários hectares e conseqüentemente o trabalho de escavação em busca de relíquias pode ser demorado e custoso, está sendo testado o uso de radar de penetração no solo", explicou, por email, Marcio Rocha Francelino, que é o operador do equipamento.  Segundo explicou Francelino, o georradar utiliza tecnologia de última geração em termos de prospecção. É composto de uma central de comando (coletora), um hodômetro e duas antenas, uma que emite uma determinada freqüência de ondas eletromagnética e outra que recebe o sinal refletido, gerando uma imagem, chamada de radargrama.

"O princípio básico de seu funcionamento baseia-se nas diferentes constantes dielétricas de materiais encontrados no solo. Por exemplo: um fragmento de cerâmica enterrada no solo irá apresentar uma constante dielétrica diferente do material que a envolve, gerando um padrão distinto. Com o uso do georradar espera-se determinar com maior precisão os possíveis locais onde ocorre materiais que sirvam de registros da existência da antiga civilização que ocuparam essa região, de forma a ampliar o conhecimento sobre o geoglifos do Acre", esclarece.   

Fonte: Edmilson Ferreira
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), encerrou nesta segunda feira (06), as atividades no lixão munic

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto