Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

PVH poderá ter Usina Elétrica à Base de Resíduos Sólidos


Representantes da empresa Nova Itália Wood Pellets, apresentaram ao prefeito Mauro Nazif nesta quinta-feira, 21/03, a proposta de construção de uma usina de geração de energia elétrica tendo como matéria-prima materiais sólidos, tais como restos de madeira, restos de serrarias, pneus velhos e grande parte do lixo produzido na cidade.

A reunião ocorreu na quinta-feira (21/03), estando também presente Jorge Elarrat, titular da Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla) que, sobre as proposições da empresa, afirmou poderem ser vistas como vantajosas para o município quando se leva em conta que os resíduos das serrarias podem gerar problemas ao meio ambiente.

Além disso, conforme explicou Elarrat, há também a proposta de utilizar os troncos de árvores levados naturalmente pelo Rio Madeira e que podem afetar o funcionamento de certas estruturas como as das Usinas de Jirau e Santo Antônio e do terminal portuário. Essa vegetação que flutua pelo rio também acarreta problemas à navegabilidade, de forma que sua retirada pode ser considerada de grande benefício ao município.
 
O gerente regional da empresa, Pedro Costa, disse ainda que além desse material que a natureza mesma oferece, a usina também propõe utilizar grande parte do lixo urbano como matéria-prima para a produção de energia. “ Isso poderia oferecer resolução a um dos grandes problemas da atualidade: o destino do lixo urbano”, observou.

O prefeito Mauro Nazif considerou que um empreendimento dessa envergadura, além dos benefícios já elencados, significa também a abertura de novos postos de trabalho e de novos investimentos para o município, à primeira vista, parece ser uma proposição interessante, no entanto, “a posição da prefeitura sobre o assunto é a de aguardar da empresa propostas de benefícios sociais concretos que ela poderia estender à população, uma vez que ela utilizará o município para obter lucro sobre a venda da energia que será produzida aqui. “Numa análise mais profunda é preciso sabe o que esta usina poderia oferecer para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos de Porto Velho, além do que as propostas já demonstram”, frisou o prefeito.

Por parte da prefeitura, estudos sobre os melhores locais para o funcionamento de uma usina como essas e também o levantamento de dados sobre a geração do lixo local e outros itens técnicos necessários serão fornecidos. Assim, enquanto se aguardam as informações esperadas de ambas as partes nenhum acordo concreto foi fechado, no entanto, a reunião foi considerada como um grande passo dado nessa direção.
 
Fonte: Renato Menghi
 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat