Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Projeto 'Viveiro Cidadão' vai recuperar áreas degradadas


Projeto 'Viveiro Cidadão' vai recuperar áreas degradadas - Gente de Opinião

O Projeto Viveiro Cidadão, aprovado recentemente pelo Programa Ambiental da Petrobras, e que contemplará os municípios de Rolim de Moura, Novo Horizonte e Castanheiras, localizados na porção centro sul do estado de Rondônia, com ações de recuperação de áreas degradadas, foi o tema central de entrevista do programa Tempo Real, apresentado pelo jornalista Léo Ladeia, na TV Candelária, afiliada da TV Record no estado de Rondônia na última semana. Quem detalhou sobre o projeto foi o presidente da Ong Ação Ecológica Guaporé (Ecoporé), o biólogo Marcelo Ferronato.

Segundo ele, o projeto Viveiro Cidadão, foi contemplado no processo de Seleção Pública 2012 do Programa Petrobras Ambiental e seu objetivo é realizar a recuperação de 130 hectares de áreas degradadas na sub-bacia do Rio Palha. “ Deste total cem hectares serão recuperados por meio de intervenções diretas nas áreas destinadas as matas ciliares, seis hectares na implantação de unidades demonstrativas de sistemas de baixo carbono e vinte e quatro hectares para atender cadastros de adesão voluntária de produtores da região não necessariamente localizados na Sub-bacia em questão, porém interessados nas ações de reflorestamento”, explicou.

Na oportunidade, o presidente relatou também sobre os 25 anos da ONG Ecoporé completados em 2013 e ainda sobre os projetos desenvolvidos pela Instituição. “A Instituição foi fundada em 25 de Junho de 1988, no município de Rolim de Moura e de lá pra cá temos realizado diversos trabalhos como, levantamentos de espécies florestais nativas, monitoramentos de ictioplânctum e ictiofauna no rio Madeira, ações na área de Educação Ambiental nas escolas e comunidades ribeirinhas, campanhas de valorização de reservas legais e matas ciliares, onde promoveu palestras para mais de 4 mil professores, entre outras ações. A Ecoporé surgiu na época em que poucos entendiam sobre a questão do meio ambiente, em um estado que vinha se formando na base do desmatamento e progresso a qualquer custo. Surgiu com o objetivo de assegurar e preservar as florestas de Rondônia”, destacou o biólogo.

Mais do Projeto

A Ecoporé já trabalha há quatro anos com o projeto de recuperação das matas ciliares do igarapé D’Allincourt, que abastece o município de Rolim de Moura. E o Projeto Viveiro Cidadão visa expandir essas ações de recuperação de áreas degradadas, desenvolvendo ações de educação ambiental com um trabalho intenso de comunicação, adotando estratégias de mobilização social, contribuindo para o desenvolvimento e divulgação de políticas públicas voltadas a conservação da biodiversidade. “É preciso chamar a população para o debate”, afirmou o presidente da ONG Ecoporé.

Seleção Pública Petrobras

A Petrobras desenvolve seleções públicas de projetos ambientais, culturais e sociais. Das 46 iniciativas ambientais selecionadas, 17 são da região Sudeste, 12 são do Nordeste, 6 do Centro-Oeste, 6 do Norte e 5 do Sul. Os Programas contam com planejamento plurianual e seus resultados têm contribuído para a melhoria da qualidade de vida das populações mais pobres e vulneráveis e a preservação do meio ambiente em todas as regiões do país.

O Programa Petrobras Ambiental em seu ciclo de 2008 / 2012 investiu R$ 500 milhões em projetos voltados para preservação e recuperação do meio ambiente e da biodiversidade, tendo alcançado dezenas de bacias e ecossistemas em seis biomas brasileiros: Amazônia, Mata Atlântica, Caatinga, Cerrado, Pampa Sulino, Pantanal, além de ambiente marinho e costeiro. Suas ações já envolveram diretamente mais de 4 milhões de pessoas, além de mais de 1.500 parcerias, cerca de 2 mil publicações, 9 mil cursos e palestras e o estudo de mais de 8 mil espécies nativas. Atualmente o Programa Petrobras Ambiental tem cerca de 100 projetos em sua carteira.

Fonte: ONG Ação Ecológica Guaporé (Ecoporé) /  Petrobras

 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat