Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Projeto Florestal prevê a recuperação de reservas legais


Uma iniciativa inédita do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), pretende fazer diferença trilhando novos caminhos para o futuro. Trata-se do Projeto Florestal Social, no qual empresas que consomem a matéria prima irão repor o que foi retirado do meio ambiente. O projeto é voltado para os interessados em diminuir a pressão sob florestas nativas provendo inclusão para a sociedade e redução da desigualdade social na região. A ação prevê a recuperação de reservas legais com cerca de 3.600 hectares de floresta energética na região de Porto Velho, incluir 500 pequenas propriedades rurais no Projeto Floresta Social e produzir 1.100.000m estéreis de lenha para alcançar o futuro sustentável.

De acordo com o gerente do Núcleo do Desenvolvimento Florestal e Faunístico da Sedam, engenheiro florestal Eugênio Pacelli, a idéia partiu quando os transportadores de resíduos florestais se viram diante da Lei de Florestas 11.284, exigindo deles a regularização. A metodologia e articulação social desenvolvidas consolidaram o cadastramento dos lenheiros e carroceiros de Porto Velho junto ao Sistema de Cadastro de Consumidores de Produtos Florestais (CEPROF/Sedam). A Coolencar (Cooperativa dos Lenheiros e Carroceiros), trabalha dentro dessa perspectiva, consciente da necessidade de reflorestar o estado.

Conforme informou o secretário da Sedam, Augustinho Pastore, Rondônia é um estado que segue à frente dos demais por exigir a reposição florestal dos empreendimentos que exploram, comercializam, transportam produtos e subprodutos florestais, conforme decreto 12.447, em seu artigo 55. Augustinho disse ainda que há projetos de reflorestamento idealizados, executados e monitorados por técnicos da área que acreditaram nessa idéia voltada para a sustentabilidade da economia da madeira da região.

Em escala empresarial, estão cadastrados na Sedam alguns projetos de reflorestamentos. No inicio de dezembro, a Sedam realizou o Dia de Campo em projetos florestais, no município de Vilhena, para os interessados conhecerem a iniciativa de reflorestar mais de 8 milhões de mudas  de eucaliptos e pinus, (essência bem aceita no mercado).

O Projeto Social constitui um  marco do reflorestamento, numa escala de pequeno produtor. É um consórcio formado pela Sedam, FARO, Coolencar, com a parceria da empresa Europien T. Importação e Exportação e pequenos agricultores que produziram juntos 30 mil mudas de eucalipto, numa área de 15 hectares, localizada em Porto Velho.


Para finalizar, Pastore disse que a próxima etapa do projeto é incluir mais participantes e colaboradores para incentivar a difusão dessa idéia, com o intuito de ultrapassar a produção de mais um milhão de metro estéreis de lenha, com a forte preocupação de convidar o empreendedor a "cultivar essa idéia".

Fonte: Decom

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

As Forças de Segurança do governo brasileiro estão em ação conjunta ao redor e dentro da Terra Indígena Yanomami para impedir atividades criminosas

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

A parceria entre o Consórcio Público Intermunicipal de Rondônia (CIMCERO) e o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia tem incentivado junto as pre

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)