Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Produtores aprovam seminário da Ceplac sobre a cacauicultura


 
A maioria dos produtores de cacau dos municípios do entorno de São José da Vitória, a 452 quilômetros de Salvador, no Sul do Estado, aprovou a metodologia de seminários desenvolvida pela Ceplac, através do Centro de Extensão (Cenex), para difusão de tecnologias. Na terça-feira, 28, na Câmara de Vereadores daquela cidade, aconteceu o Seminário “A Produtividade e a Cacauicultura Moderna”, com cerca de 200 participantes, inclusive de Ibicaraí, Santa Luzia, Itabuna, Camacan e Uruçuca, contando com o apoio da APC e do Sistema Faeb/Senar e Prefeitura.

Entre as 9 e 13 horas, os extensionistas da Ceplac/Cenex Milton José da Conceição e Ivan Costa e Souza fizeram as palestras “Eficiência do Manejo Integrado na Cacauicultura Moderna” e “Como Aumentar a Produtividade na Cacauicultura Moderna”, quando chamaram a atenção para a aplicação do pacote tecnológico da instituição disseminado na lavoura cacaueira. Para o produtor Luís Dórea, da Fazenda Liberdade, município de São José da Vitória, “é extremamente produtivo levar a tecnologia e o conhecimento que a Ceplac detém ao produtor e fazer que seja familiarizado para aumentar a produtividade regional”.

Segundo ele, o produtor de cacau do município que se utiliza das tecnologias existentes está tendo sucesso neste ano, que está sendo produtivo e muito bom de chuvas. “Aqueles que usam o pacote tecnológico preconizado pela Ceplac estão se dando muito bem e tendo bons resultados. Mas, o que falta é o crédito para se cuidar das propriedades pela descapitalização e limitação na produção”, acrescentou, avalizando como importante a idéia do extensionista Ivan Souza de se fazer operações modulares, com tratos culturais em pequenas áreas para o sucesso total da propriedade.

O produtor Paulo Cortizo, das Fazendas Conjuntos Piedade e Boa Sorte, afirma que é muito bom a Ceplac trazer tecnologias para o produtor que está ávido por novos conhecimentos, inclusive para combate à vassoura-de-bruxa. “As tecnologias novas se somam àquilo que sabemos para elevar a produtividade. Quem seguir à risca as orientações alcançará sucesso. A Ceplac faz da vida do cacauicultor um ciclo e precisa ser revitalizada, já que há mais de 20 anos não faz qualquer contratação. Mas isso não desmerece o que os seus profissionais fazem em nosso favor”, declarou.

Ao fazer balanço das atividades, que também incluíram visita técnica à Fazenda Porto Híbrido, da Sociedade Agrícola Senhora Conceição Ltda., o chefe do Centro de Extensão da Ceplac (Cenex), Sério Murilo Correia Menezes, disse que a parceria com Associação dos Produtores de Cacau (APC) e Sistema Faeb/Senar, facilita levar ao produtor a tecnologia existente. “Vamos realizar seminários como este em vários municípios, depois de ter iniciado a série há três semanas em Gandu. Assim vamos atingir o objetivo de dizer ao produtor que o manejo integrado da lavoura cacaueira é viável”, concluiu.

Fonte:  ACS/Ceplac/Sueba
Luiz Conceição

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Sistema Fecomércio participa do Lançamento do Amazônia + 21

Sistema Fecomércio participa do Lançamento do Amazônia + 21

O Presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE e Vice-Presidente da CNC, Raniery Araujo Coelho esteve no Lançamento do Fórum Amazônia + 21, ocorri

Pesquisadores descobrem complexo arqueológico na Amazônia Central

Pesquisadores descobrem complexo arqueológico na Amazônia Central

As crônicas de Gaspar de Carvajal, padre espanhol que navegou pelo rio Amazonas no século 16, descrevem uma área repleta de aldeias indígenas. ”Enco

Não faz o dever de casa - Enquanto Macron luta pela Amazônia, políticas ambientais da França desapontam

Não faz o dever de casa - Enquanto Macron luta pela Amazônia, políticas ambientais da França desapontam

O presidente francês, Emmanuel Macron, recebeu elogios por colocar os incêndios florestais na Amazônia no topo da agenda global, mas em casa os defens

Mais de 50 técnicos do Estado participam de curso de Geotecnologias e Ferramentas de Gestão do Território do projeto Plantar

Mais de 50 técnicos do Estado participam de curso de Geotecnologias e Ferramentas de Gestão do Território do projeto Plantar

Foi concluído nesta sexta-feira, em Porto Velho, o curso de Geotecnologias e Ferramentas de Gestão do Território, voltado a técnicos da Empresa de Ass