Porto Velho (RO) sexta-feira, 21 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Previsão de chuva para passagem de ano em Rondônia e Acre



O último dia de 2015 e o início de 2016 deve se manter nublado e com possibilidade de chuvas e trovoadas no período da tarde e noite para as regiões atendidas pelo Centro Regional de Porto Velho do Sipam (Sistema de Proteção da Amazônia).

Em Rondônia, as áreas de instabilidades seguem atuando em todo o Estado neste 31 de dezembro de 2015. A previsão para o centro sul do Estado é de céu parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuvas e trovoadas principalmente no período da tarde e noite. Nas demais áreas, incluindo Porto Velho, o sol deve aparecer sempre entre nuvens ao longo do dia e a previsão é de céu nublado com pancadas de chuvas entre tarde e noite. Para capital, a temperatura deve oscilar entre 22 e 31ºC, sendo que a maioria dos modelos de previsão não indicam chuva para o horário da virada do ano.

No Acre, o sol deve aparecer sempre entre nuvens ao longo do dia. A previsão para todo o Estado, incluindo a capital Rio Branco, é de céu nublado com pancadas de chuvas e trovoadas. Estas chuvas poderão cair a qualquer hora no oeste acriano e deverão ser mais concentrada no período da tarde e da noite na parte leste do estado. Na maioria das cidades do Acre a temperatura máxima não deve ultrapassar os 30ºC.

Previsão trimestral - De acordo com a Divisão de Meteorologia, nos três primeiros meses do próximo ano, as temperaturas deverão se manter elevadas, acima do padrão climatológico dos estados do Acre, Rondônia e Mato Grosso. E as chuvas ficarão abaixo do normal para o primeiro trimestre de 2016 no centro e norte de Rondônia, e no norte, noroeste e nordeste do Mato Grosso. E para o Acre e o oeste de Rondônia as precipitações deverão ser de normal a ligeiramente acima do padrão climatológico ao que é normalmente registrado nos meses de janeiro, fevereiro e março.

Fonte: Rosália Silva

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat