Porto Velho (RO) sábado, 4 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Preservação da bacia do Jamari ganha aliados


A Prefeitura  de Ariquemes quer  dar início a elaboração de um plano de ação para recuperar a bacia do Jamari, altamente comprometida por conta da degradação ambiental presente  em toda a sua extensão. Essa constatação faz parte do diagnóstico realizado pelas ONGs – Organizações Não Governamentais - Kanindé e da Associação de Defesa Etno Ambiental, de Porto Velho. Representantes dessas entidades estiveram na última quarta-feira (05) em Ariquemes para entregar à administração municipal o resultado dessa pesquisa iniciada em 2003. Esse estudo deverá servir de ponto de partida para o poder público traçar ações para recuperar o rio, cujo estado é crítico. 

Segundo o diagnóstico, a situação da bacia do Rio Jamari segue este mesmo cenário  desde a sua nascente no município de Jorge Teixeira até Porto Velho. "A água não pode ser consumida sem receber o devido tratamento. Isso exige também toda a atenção naqueles momentos de lazer, quando as famílias se reúnem para se banharem no Jamari", afirmou a analista ambiental, Ivaneide Bandeira.

Segundo a bióloga Mônica Nascimento, o estudo foi preciso. Apresenta a realidade socioeconômica, dados da vegetação, solos, fauna, clima, hidrologia e geologia. Toda a região foi mapeada, aumentando ainda mais a precisão do trabalho, que agora será realizado em parceria com a Prefeitura.

"Somos parceiros. A Prefeitura não medirá esforços para ajudar na preservação do meio ambiente. Este é um dos nossos compromissos com a comunidade", afirmou Glauco Kozerski, engenheiro florestal, da Prefeitura de Ariquemes.

Fonte: Ascom

Mais Sobre Meio Ambiente

Garimpagem: o grande vilão

Garimpagem: o grande vilão

Além das hidrelétricas, da queda natural gerada pelo fluxo das águas, da forte trepidação dos potentes motores dos empurradores de balsas, um outro  p