Porto Velho (RO) quarta-feira, 19 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Povos Indígenas apresentam projeto ao BNDES


A Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind) apresentou na última quinta-feira (14), ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES), o projeto Fortalecimento Institucional e da Gestão Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável dos Territórios Indígenas no Amazonas. É a primeira vez que a proposta de projeto é entregue pelo órgão para a análise da instituição. A meta é obter recursos na ordem de R$ 25,7 milhões, com vistas à promoção da gestão ambiental de Terras Indígenas e apoio às atividades produtivas sustentáveis dos povos indígenas, com vistas à geração de emprego e renda e a inclusão social.

Uma cópia do projeto foi entregue pelo titular da Seind, Bonifácio José Baniwa, ao gerente do Departamento de Gestão do Fundo Amazônia do BNDES, Guilherme A. Accioly, em reunião realizada na sede do Centro Amazônico de Formação Indígena (Cafi), em Manaus, que também teve a presença do titular da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), Marcos Apurinã. “O gerente vai analisar e dar o retorno para iniciarmos a conversa”, explicou o secretário.

Bonifácio José fez uma explanação sobre o programa de Governo desenvolvido pela Seind junto aos povos indígenas e as ações programadas pelo órgão para os próximos quatro anos.

De acordo com o projeto, do total de R$ 25,7 milhões, R$ R$ 444 mil são recursos próprios da secretaria, num total de R$ 26,2 milhões. A contrapartida da Seind seria de de 2,6 milhões.

Entre os municípios que poderão ser atendidos pelo projeto, caso a proposta seja aprovada pelo banco e os recursos liberados, estão: Alvarães, Autazes, Atalaia do Norte, Boca do Acre, Humaitá, Jutaí, Lábrea, Manicoré, Maraã, Maués, Nova Olinda do Norte, Nhamundá, Pauini, Rio Preto da Eva e Tefé. Aproximadamente 24 mil indígenas deverão ser beneficiados, um universo de quase 35 mil indígenas.


Fonte:  Kanidé
 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat