Porto Velho (RO) sábado, 22 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Plantio Participativo da prefeitura inicia nesta quinta-feira pelo Canal dos Tanques


Plantio Participativo da prefeitura inicia nesta quinta-feira pelo Canal dos Tanques - Gente de Opinião
 
Lançado na última semana, o projeto Plantio Participativo começa a ser executado a partir desta quinta-feira, 23, pela Prefeitura de Porto Velho. São 16 mil mudas de diversas espécies de árvores ornamentais e frutíferas que serão plantadas na área urbana da capital e nos distritos da BR 364 e do Baixo Madeira.

O plantio iniciará pelo Canal dos Tanques no trecho em que a Área de Proteção Permanente (APP) corta a cidade no bairro Liberdade, no perímetro entre as avenidas Álvaro Mais, Guanabara e Getúlio Vargas. Com o projeto, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) pretende mobilizar a comunidade em geral e demais órgãos afins da espera federal, como o Ibama, o Exército (17ª Brigada) e a Aeronáutica (Base Aérea), e os estaduais (Sedam e Batalhão Ambiental da Polícia Militar).
“Vamos também envolver os alunos das escolas municipais, estaduais e particulares. Queremos massificar o projeto em meio a comunidade estudantil para que os estudantes sejam multiplicadores desse projeto que visa o embelezamento da cidade”, afirmou o secretário Edjales Brito, da Sema.

Nesta quinta, além do plantio, o município iniciará também as campanhas educativas previstas no projeto. A ação será desenvolvida ao mesmo tempo nos estabelecimentos de ensino localizados nas imediações da Área de Proteção Permanente.

A Prefeitura de Porto Velho lança agora na segunda quinzena de março, em data ainda a ser definida, o programa de plantio que visa melhorar a paisagem urbana da cidade. Para este ano a previsão é que sejam plantadas 16 mil mudas na cidade e também nos distritos do Baixo Madeira e do eixo da BR 364. O secretário Edjales Brito adiantou ainda que o grande diferencial do Plantio Participativo, será a adoção de uma técnica que será utilizada pela primeira vez em Porto Velho, e que foi importada de Buenos Aires, capital da Argentina. “Por esse novo sistema o espaço onde são plantadas as mudas é menor do que os tradicionais. É um retângulo de cerca de um metro por oitenta centímetros. No centro são colocadas hastes para sustentar a muda. A árvore é plantada com uma cinta de borracha ao redor. Conforme a árvore vai crescendo a borracha vaio se dilatando e não fere o caule da muda”, explicou o secretário.


Fonte:  Joel Elias | Fotos: Arquivo/Comdecom


 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat