Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

'Pirada' inicia o II Ciclo de Oficinas Educativas em Boca do Acre



No ultima quarta-feira, 24, a equipe do projeto "pirada", em parceria com a Secretaria do Estado de Educação do Amazonas (Seduc), deu início as atividades do 2º ciclo de oficinas sobre os  grandes bagres migradores da Amazônia, no município Boca do Acre. As oficinas têm a finalidade de divulgar em escolas estaduais de nove municípios do interior do Amazonas os resultados das 'Pirada'  inicia o II Ciclo de Oficinas Educativas em Boca do Acre - Gente de Opiniãopesquisas do "Pirada" realizadas no laboratório temático de biologia molecular do Inpa. O projeto conta com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O objetivo do projeto é estudar a genética populacional dos grandes Bagres Migradores da região – Piramutaba, Piraíba e a Dourada. Entre essas espécies ocorre uma das maiores migrações para peixes de água doce do mundo. Uma pequena parte do nome de cada espécie originou o título do projeto (PIRA de PIRAmutaba e PIRAíba e ADA de dourADA).O ciclo de oficinas educativas é uma atividade que visa promover uma interatividade entre o Inpa e a comunidade escolar.

A equipe do "pirada" visitará escolas estaduais de nove municípios do interior do Estado do Amazonas.  Estas cidades estão localizadas ao longo dos rios Solimões (Tabatinga, Tefé, Careiro da Várzea, Cacau Pirera, Iranduba, Manaus e Itacoatiara), Juruá (Eirunepé), Purus (Boca do Acre) e do rio Madeira (Manicoré) onde  a atividade pesqueira dos grandes bagres migradores está presente mais intensamente.

Para as escolas, foi elabora uma programação didática especial, com a finalidade de integrar a diversão ao aprendizado. Além das oficinas, os resultados das pesquisas também serão apresentados aos alunos por meio da aplicação do jogo Piradados.  Desenvolvido pelo projeto, o jogo apresenta aos estudantes, de maneira descontraída, como os bagres realizam seu ciclo de vida na Amazônia.  O Piradados tem sido uma ferramenta importantíssima no processo de difundir as informações sobre a genética dos bagres migradores obtidas pelo projeto "Pirada", através de um método divertido, os estudantes aprendem brincando como ocorre a migração destes peixes.

Programação:
24 a 27 setembro - Boca do Acre
01 a 03 outubro - Careiro da Várzea
01 de outubro - Manaus
02 a 04 outubro - Eirunepé
06 a 08 outubro - Teté
09 a 10 outubro - Tabatinga
10 e 13 outubro - Manaus
13 a15 outubro - Itacoatiara
15 a 17 outubro - Manicoré
20 e 21 outubro - Iranduba
22 e 23 outubro - Cacau Pirera

Fonte: Tatiana Dias

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre