Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

PANOBIANCO: A maior tempestade dos últimos anos castiga Porto Velho (RO)


  
Volume de chuva registrado em apenas 60 minutos equivale a quase 25% da média esperada para todo o mês de março na região.

Daniel Panobianco – Porto Velho registrou ao final da noite deste domingo (14), a maior e mais intensa tempestade de todos os tempos; Não em termos de desastre, tragédia, mas sim em volume de chuva acumulado em tão pouco tempo.

Na Zona Sul, a estação meteorológica automática operada pelo INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) desde 11 de julho de 2007, jamais havia registrado um índice pluviométrico em um curto espaço de tempo; Em apenas uma hora, isso mesmo, 60 minutos, caíram 78,4 milímetros de chuva; Isso equivale a 78,4 litros de água em cada metro quadrado da capital rondoniense. Os dados de arquivo aferidos pela mesma estação jamais indicaram um volume de chuva tão surpreendente como o deste domingo em Porto Velho.

Durante o ano de 2008, a mesma estação do INMET registrou o maior acumulado em 24 horas de 80,4 mm no dia 9 de outubro. Já em 2009, o maior volume de chuva registrado em um prazo de 24 horas foi de 58,8 mm no dia 10 de abril.

Levando-se em consideração essa área da capital e a estação meteorológica contida, pode-se dizer que o volume de chuva registrado em apenas 60 minutos na noite de domingo foi o maior de que se tem registro desde que a estação do INMET abriu em julho de 2007.

Por outro lado, outra estação oficial, que funciona no aeroporto “Governador Jorge Teixeira de Oliveira”, detém o maior índice pluviométrico acumulado em um prazo de 24 horas de 157,6 milímetros, registro esse do dia 15 de outubro de 1979.

Março é o mês mais chuvoso em Porto Velho, segundo a climatologia estabelecida pela OMM (Organização Meteorológica Mundial) que visa dados coletados no período de 30 anos entre 1961 e 1990; São 323,9 mm de chuva distribuídos ao longo dos 31 dias do mês.

O resultado de tanta chuva em um curto espaço de tempo não pode TR sido outro; Ruas, avenidas, residências e estabelecimentos comerciais completamente tomados pela água em excesso.

A força da enxurrada invadiu algumas lojas, como supermercados, farmácias e postos de combustíveis, complicando ainda mais o trânsito caótico da capital de Rondônia.

Fonte:Dados: INMET – REDEMET
(Fonte: De olho no tempo) 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir