Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

ONU pede resposta à mudança do clima


Secretário da ONU pede que
países industrializados liderem
resposta à mudança no clima


Juliana Cézar Nunes
Agência Brasil

Nova York - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, abriu hoje (24) a reunião de alto nível sobre mudanças climáticas defendendo que os países industrializados liderem a resposta mundial ao problema, estabelecendo metas urgentes de redução das emissões de gases poluentes.

"Quinze anos já se passaram desde que a Convenção Internacional de Mudança do Clima foi assinada no Rio. Já são dez anos desde a adoção do Protocolo de Quioto. E, nos países industrializados, as emissões continuam crescendo em patamares inaceitáveis", criticou Ban Ki-moon, que também cobrou apoio para as nações em desenvolvimento adotarem mecanismos de desenvolvimento sustentável.

"Os países em desenvolvimento precisam contribuir, mas sem sacrificar seu crescimento econômico ou redução da pobreza. Precisamos avançar com base no princípio de comuns, porém diferenciadas responsabilidades."

Em um discurso firme para os representantes de mais de 150 países, o secretário-geral da ONU também defendeu investimentos em tecnologias e até mesmo fundos que possam garantir assistência às comunidades mais vulneráveis aos efeitos das mudanças climáticas.

"Hoje, o tempo para dúvidas acabou. O IPCC afirmou de forma inequívoca o aquecimento do nosso sistema climático e relacionou esse fenômeno diretamente à atividade humana. Nós já sabemos o suficiente para agir. Se não agirmos, os impactos serão devastadores, principalmente naqueles países que, ironicamente, contribuíram menos para que a situação chegasse nesse ponto."

Ban Ki-moon alertou para a ameaça que as mudanças climáticas representam para o cumprimento das Metas do Milênio, estabelecidas pela ONU para estimular os países a reduzir as desigualdades sociais. "Sendo criativos, podemos reduzir as emissões, promovendo crescimento econômico ao mesmo tempo." 

Mais Sobre Meio Ambiente

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), encerrou nesta segunda feira (06), as atividades no lixão munic

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto