Porto Velho (RO) quarta-feira, 19 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Nona friagem de 2009 derruba temperatura para 14°C em Vilhena (RO)



Forte massa de ar polar é a terceira no mês de setembro que atinge o sul da Amazônia provocando o fenômeno da friagem.

Daniel Panobianco – Uma forte massa de ar frio, com características continentais, atingiu pela terceira vez este mês, o sul da Amazônia causando mais um evento de friagem entre o oeste de Mato Grosso e centro-sul de Rondônia. Ao todo, 2009 já acumula 9 (nove) friagens, segundo dados técnicos observados pelo CPTEC/INPE (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos) do (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

O ar polar entrou ontem (29) a partir do sul rondoniense gerando sensação de muito frio. A estação automática operada pelo INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), reportou, às 20 horas (local), apenas 15,8°C de temperatura em Vilhena. Com ventos soprando constantemente de sudoeste, em torno de 5,2 m/s, o que equivale a 18,7 km/h, a sensação térmica no horário foi de apenas 11°C.

A temperatura máxima também foi muito baixa ontem em Vilhena, com apenas 22,4°C, sendo registrada à uma hora da madrugada. No decorrer do período, os valores foram baixando gradualmente.

Às 7 horas (local) desta quarta-feira (30), a mínima observada na mesma estação foi de apenas 14°C.

Em Cacoal, também esfriou um pouco. Outra estação do INMET registrou, às 7 horas (local) 16,8°C. Já em Ariquemes, a mínima foi de 19,2°C, às 7 horas e em Porto Velho, a mesma não caiu mais que 20,9°C, às 7 horas; Ambas, também registradas em estações automáticas do INMET.

O recorde de frio de 2009, por enquanto, é de 8,9°C registrado em Vilhena, no dia 25 de julho. Em Ariquemes, a menor mínima pertence ao dia 25 de julho, com 14,7°C. Já em Cacoal, no mesmo dia, a mínima, que detém ser a menor do ano é de 12,9°C. Na capital, a menor temperatura de 2009 é de 16,7°C, também registrada no dia 25 de julho. 

No ano passado foram ao todo, 8 (oito) friagens registradas em Rondônia, sendo duas no mês de setembro; A primeira entre os dias 6 e 7 e a segunda entre os dias 20 e 22. Na ocasião, Vilhena registrou mínima de 13°C no dia 7 e de 16,7°C no dia 21, onde a máxima foi de apenas 19,6°C, sendo a mais baixa do ano.

Os institutos locais, que por três vezes divulgaram na imprensa estadual, ainda em agosto, sobre a não possibilidade mais de friagem em Rondônia, hoje mostram, o quanto a climatologia e toda a metodologia de se prever o tempo é falha, obscura e, de certa forma, uma incógnita.

A previsão é do retorno das chuvas entre amanhã e o sábado ao Estado. As temperaturas voltam a subir gradualmente.

Dados: INMET – CPTEC/INPE
Fonte: De olho no tempo

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat