Porto Velho (RO) quinta-feira, 19 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Nível dos rios da Amazônia volta a subir


 

Aos poucos, os rios da Bacia Amazônica começam a recuperar o nível das águas. Mas ainda deve demorar para que situação volte ao normal. Há 12 dias seguidos, o nível do Rio Negro vem subindo.

A marcação é feita por uma régua. É a mesma que, em 24 de outubro, registrou a maior seca desde 1902, quando começaram as medições. Desde o dia do recorde, o Rio Negro já subiu 47 centímetros. Ainda não é suficiente para mudar a paisagem, que continua bastante seca. Mas é um forte indício que o período de estiagem pode ter chegado ao fim.

"Nós acreditamos que já seja a enchente porque estamos nesse período", disse Valderino Pereira, chefe da medição do Porto de Manaus. No interior do estado, no entanto, a estiagem continua causando problemas. Quarenta municípios do estado do Amazonas ainda estão em estado de emergência. Mas, na região do Rio Solimões, aos poucos, os barcos voltam a navegar."Graças a Deus está terminando. Foi uma das batalhas mais fortes que a gente teve", avaliou Marcos Rodrigues, gerente de embarcação. Em Brasília, a Agência Nacional de Águas (ANA) acompanha permanentemente o nível dos rios com coleta de dados de cerca de 20 mil postos de observação em todo o Brasil. As informações são levadas para a Sala de Situação. Foi a partir de avaliações feitas pelos especialistas em recursos hídricos da ANA que a agência, no início de setembro, divulgou o primeiro alerta de que poderia haver uma das maiores vazantes da Bacia Amazônica nos últimos cem anos. De acordo com o superintendente da agência, Joaquim Gondim, a retomada do nível dos rios depende não só da chuva no Brasil, mas também nos países vizinhos, que contribuem com 37% da quantidade de água da Bacia Amazônica. "Nós temos contribuições vindas da Colômbia, do Peru, do Equador e mesmo da Bolívia. Então, choveu pouco nesses países nesses últimos meses", contou Gondim.

Uma parte no mapa mostra que, de junho a setembro, a estiagem foi severa em toda a região ocidental da Amazônia. Mas nas ultimas semanas, as chuvas voltaram a cair área.

(Fonte: De olho no tempo, com informações Globo Rural)

Mais Sobre Meio Ambiente

Sistema Fecomércio participa do Lançamento do Amazônia + 21

Sistema Fecomércio participa do Lançamento do Amazônia + 21

O Presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE e Vice-Presidente da CNC, Raniery Araujo Coelho esteve no Lançamento do Fórum Amazônia + 21, ocorri

Pesquisadores descobrem complexo arqueológico na Amazônia Central

Pesquisadores descobrem complexo arqueológico na Amazônia Central

As crônicas de Gaspar de Carvajal, padre espanhol que navegou pelo rio Amazonas no século 16, descrevem uma área repleta de aldeias indígenas. ”Enco

Não faz o dever de casa - Enquanto Macron luta pela Amazônia, políticas ambientais da França desapontam

Não faz o dever de casa - Enquanto Macron luta pela Amazônia, políticas ambientais da França desapontam

O presidente francês, Emmanuel Macron, recebeu elogios por colocar os incêndios florestais na Amazônia no topo da agenda global, mas em casa os defens

Mais de 50 técnicos do Estado participam de curso de Geotecnologias e Ferramentas de Gestão do Território do projeto Plantar

Mais de 50 técnicos do Estado participam de curso de Geotecnologias e Ferramentas de Gestão do Território do projeto Plantar

Foi concluído nesta sexta-feira, em Porto Velho, o curso de Geotecnologias e Ferramentas de Gestão do Território, voltado a técnicos da Empresa de Ass