Porto Velho (RO) quarta-feira, 19 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

NEM IBAMA ENCONTRA O MAIOR DESMATADOR DA AMAZÔNIA


 
JOÃO CARLOS MAGALHÃES    
 
Órgão mandou notificação de uma autuação no valor R$ 13,4 milhão

Figura desconhecida do meio agrário paraense, Léo Andrade Gomes, listado nesta semana como a pessoa física que mais desmatou no país, ainda não foi encontrado nem pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) para notificá-lo sobre uma multa.

O instituto mandou a notificação de uma autuação no valor R$ 13,4 milhões para dois endereços diferentes, no Maranhão e na Bahia, mas a documentação voltou, e ele teve que ser avisado oficialmente por edital.

Ele também não indicou um advogado para representá-lo no processo. Como Gomes perdeu o prazo para apresentar defesa, ele deve se tornar um devedor da União.

Segundo a lista divulgada na última segunda-feira pelo ministro Carlos Minc (Meio Ambiente), Gomes desmatou mais de 15,2 mil hectares em dois focos diferentes, em Santana do Araguaia e Santa Maria das Barreiras, no sudeste do Pará.

Em ambos os autos de infração, um deste ano e outro de 2006, o nome da propriedade era o mesmo - Fazenda Cachoeira Alta.

A multa de 2006, de R$ 18 milhões, também não foi paga. Gomes - ou alguém em seu nome - entrou com um recurso no Ministério do Meio Ambiente, que ainda não foi julgado, segundo o Ibama.

A Folha conversou com fazendeiros de Santana do Araguaia e nenhum deles disse que conhecia ou que já tinha ouvido falar de Andrade, que também não figura no Sindicato de Produtores Rurais da cidade nem é associado da Faepa (Federação de Agricultura e Pecuária do Pará).

Segundo um funcionário do Ibama, é possível que ele seja “laranja” de outro fazendeiro.

Fonte: Folha Online

 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat