Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

MP e IBAMA desenvolverão programa de ressocialização ambiental


  
O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e de Recursos Naturais Renováveis (Ibama) vão desenvolver o Programa de Ressocialização Ambiental, com o objetivo de sensibilizar os infratores ambientais para as mudanças de hábitos e práticas quanto a utilização dos recursos naturais.

O público alvo do programa, que será realizado na Fundação Escola Superior do Ministério Público de Rondônia (FESMP), são os infratores ambientais sujeitos a aplicação da Lei 9.099/95 e ao instituto da suspensão condicional do processo. O programa será desenvolvido em uma etapa teórica e outra prática.

A parte teórica prevê exposição sobre os temas do programa, ministrado por instrutores do Ibama e do MPRO e demais órgãos parceiros, com duração de 20 horas, sendo três horas/aula diárias em cinco dias. O conteúdo programático inclui noções de cidadania ambiental, a pesca e a caça predatória, recursos hídricos, desmatamento e queimadas, poluição, noções de legislação ambiental e mutirão ambiental – atividade prática de ação ambiental comunitária – carga horária de 3 horas.

O programa visa, entre outros aspectos, orientar os infratores em relação à importância da participação no programa com cumprimento da pena; propiciar noções ambientais básicas para que possam compreender a efetiva relação homem/natureza; demonstrar que a natureza possui reservas finitas e devem ser utilizadas de maneira racional, e orientar sobre hábitos e atitudes ambientalmente corretos.

Também participam como parceiros do programa a Universidade Federal de Rondônia, as Secretarias Estadual e Municipal do Meio Ambiente, o Batalhão de Polícia Ambiental, o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), Delegacias Especializadas do Meio Ambiente, Faculdades e demais instituições interessadas.

Fonte: Ascom MPRO - Fábia Assumpção MTE/372/AL
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir