Porto Velho (RO) terça-feira, 25 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Marina: Crise ambiental é discutida a passos de tartaruga



KÁTIA LESSA
Folha de São Paulo


Usando um vestido longo marrom e um grande colar de madeira, ela pediu para discursar sentada porque estava com um problema de visão e não queria se atrapalhar com as anotações feitas em um papel.

Ovacionada pelo público, que a aplaudiu de pé, Marina começou dizendo que não tem conhecimento acadêmico para falar sobre sustentabilidade, mas que tem a experiência de 30 anos de militância e 16 anos como senadora e como ministra do Meio Ambiente do presidente Lula.

A convidada disse que o mundo está vivendo uma crise civilizatória, com desdobramentos sociais, econômicos, políticos, de valores, mas principalmente ambiental.

"A crise ambiental é a mais grave. Quando existe uma crise econômica logo aparecem milhões para sanar o problema. Mas na ambiental ninguém reverte os danos e tudo é feito a passos de tartaruga", disse.

A ex-senadora explicou um termo que acaba de desenvolver, o da "democracia prospectiva", que explica a forma como os cidadãos estão lutando por seus ideais hoje.

"Antigamente eram os partidos ou os governos que prospectavam pela democracia. Hoje, com a internet, são milhares de pessoas prospectando, e isso é poderoso."

Quando a apresentadora do evento sinalizou que o tempo da palestra estava esgotado, o público se manifestou e pediu que Marina continuasse a falar.

Ela evoluiu por mais 15 minutos e fechou a palestra dizendo que o povo deve assumir uma postura de atitude. "Chegou a hora de acabar com a casa grande e a senzala. Precisamos de um Estado mobilizador."

Depois da palestra Marina Silva revelou que assistiu ao show do rapper Snoop Dogg pela televisão enquanto sua filha conferia ao vivo a apresentação do Black Eye Peas
 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat