Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

MARCOS TERENA: Mudanças climáticas preocupa


Mudanças climáticas preocupam
participantes do Fórum Social Indígena

Isabela Vieira 
Agência Brasil


Recife - O líder alerta: “O tempo está mudado. Quando vem a seca, vem muita seca, quando vem a chuva, vem muita chuva”. O recado é de Marcos Terena, presidente do Comitê Intertribal – Memória e Ciência Indígena.

Ele falou aos atletas e lideranças sobre preservação do meio ambiente e mudanças climáticas, durante o Fórum Social Indígena, evento paralelo aos Jogos dos Povos Indígenas.
"O branco está machucando a nossa mãe [o planeta]. E a água, que tem valor sagrado e espiritual, está acabando”, disse Terena. Os índios que ouviram o alerta podem até não entender o que significa a sigla CO2 (dióxido de carbono), mas muitos já passam por problemas relacionados ao meio ambiente. 

O cacique Kiki da etnia Tenharim, do Amazonas, disse que no ano passado diminuiu o volume do Rio Marmelo, onde os índios pescam. “Matou muito peixe. Foi ruim para os ribeirinhos também”, reclama.

Convivendo com esse problema, o cacique teme outras mudanças na reserva. A aldeia Tenharim fica próxima a uma região que será alagada para a construção do Complexo de Hidrelétricas do Rio Madeira (RO). “Ninguém sabe como vai ficar a sobrevivência para os povos indígenas da Amazônia. Pelo menos os tenharim estão muito preocupados.”

Além dos possíveis impactos ao meio ambiente em conseqüência das obras, o cacique teme a invasão da Terra Indígena Tenharim. “Preservamos quase todos os nossos costumes. O contato poderia mudar o comportamento da população”, disse. “Não estamos acostumados”, acrescentou em referência ao modo de vida da população da cidade.

Outro povo que não quer a construção de hidrelétricas próximas a suas terras são os Kayapó, de Mato Grosso. O cacique Ngôtyk reclama da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu.

“Achamos que barragem vai trazer inundações e escassez de peixes. Ouvimos que outros povos foram expulsos de suas terras e até passam fome por causa dessas barragens."
 

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

As Forças de Segurança do governo brasileiro estão em ação conjunta ao redor e dentro da Terra Indígena Yanomami para impedir atividades criminosas

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

A parceria entre o Consórcio Público Intermunicipal de Rondônia (CIMCERO) e o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia tem incentivado junto as pre

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)