Porto Velho (RO) sábado, 4 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Idaron promove palestra Candeias do Jamari


A Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (ULSAV) da Agência Idaron, de Candeias do Jamari, promove nesta sexta-feira, 25, palestra na Associação da Linha 651. O encontro contará com a participação de quatro palestrantes, que discorrerão sobre assuntos de grande interesse dos agropecuaristas. O início da palestra está marcado para as 09h00.

Antônio Fortunato de Oliveira Neto, chefe da ULSAV de Candeias, o primeiro a falar, tratará do uso correto dos agrotóxicos e dos procedimentos para coleta de embalagens vazias. Atualmente em Rondônia, 11 postos de recolhimento de embalagens vazias estão em funcionamento nos municípios de Ouro Preto D’Oeste, Jaru, Vilhena, Ji-Paraná, Espigão do Oeste, Pimenta Bueno, Rolim de Moura, Nova Brasilândia, Ariquemes, Machadinho do Oeste e Porto Velho. O posto da capital está localizado na BR-364, km 13, sentido Porto Velho – Cuiabá, em frente à Agrovila, antes da Polícia Rodoviária Federal. O estado conta ainda com uma central de recolhimento localizada no município de Cacoal.

Na seqüência, Alessandro Campos Araújo, assistente fiscal do órgão, informará aos participantes sobre Anemia Infecciosa Eqüina (AIE), assunto que deve fazer parte das preocupações e cuidados dos criadores de cavalos, jumentos, burros e mulas de qualquer idade. A doença não tem cura e nem vacina para sua prevenção. O animal diagnosticado com AIE deverá ser isolado e sacrificado com a maior rapidez possível. O sacrifício deverá ser feito na propriedade, com a presença de um veterinário da Idaron, ou em frigorífico com inspeção federal.

Sinésia Lopes Silva, cabo da PM Ambiental, falará sobre as diversas formas de poluição do meio ambiente e respectivas punições. Adevar, extensionista da Emater encerrará o encontro falando sobre os procedimentos para financiamento do Pronaf. 
          

Fonte: Anfrízio Santana

Mais Sobre Meio Ambiente

Garimpagem: o grande vilão

Garimpagem: o grande vilão

Além das hidrelétricas, da queda natural gerada pelo fluxo das águas, da forte trepidação dos potentes motores dos empurradores de balsas, um outro  p