Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Idaron atribui aumento das exportações a Cassol


O apoio e incentivo do governador Ivo Cassol à equipe da Agência de Defesa Agrosilvopastoril (Idaron), garantindo liberdade de atuação, foram os fatores que mais contribuíram para Rondônia conquistar o quinto lugar no ranking nacional do setor de exportações de carne bovina, no mês de junho deste ano, conforme dados da Scot Consultoria. A afirmação foi feita em tom de comemoração pelo presidente da Idaron, Lorival Amorim, destacando que de janeiro a junho o Estado obteve com o agronegócio mais de 136 milhões de dólares (70,7% de todas as exportações), sendo que a carne e derivados responderam por mais de 50% (U$ 96 milhões).

De acordo com a Scot Consultoria, Rondônia está no topo juntamente com os Estados de São Paulo, Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais, deixando para trás o Rio Grande do Sul. "Para se ter uma idéia, em oito anos praticamente dobramos o rebanho, que hoje é de 11 milhões de cabeça, fato que colocou Rondônia em sétimo lugar em termos de quantidade", disse o presidente da Idaron, adiantando que o resultado é mais um estímulo para que o Governo Cassol continue investindo no serviço de defesa animal, servindo de exemplo para outros Estados.

Lorival Amorim também acredita que a tendência é de que Rondônia mantenha-se ou supere este patamar, considerando que em um ano outras quatro indústrias deverão ser instaladas, somando-se às 17 que atuam com o Sistema de Inspeção Federal (SIF), gerando mais de 100 mil empregos diretos.

Conforme o Scot Consultoria, Rondônia respondeu em junho por 4,8% das exportações de todo o país, com 8,64 mil toneladas, faturando U$ 13,5 milhões (3,4% do nacional), a maior parte carne desossada. "Essa sem dúvida é uma notícia que engrandece o Estado e deixa o governo Ivo Cassol orgulhoso", afirmou Lorival Amorim, observando que desde 1999 a Idaron vem contribuindo com o crescimento das exportações no Estado, atraindo indústrias e produtores, graças ao trabalho de combate e controle de doenças, como a aftosa, que através da vacinação possibilitou a Rondônia o status de livre da doença desde 2003.

"Assim como o governador, temos recebido apoio também do Ministério da Agricultura, Seapes e Fefa, o Fundo de Erradicação da Febre Aftosa", observou Amorim, adiantando que a Idaron tem ampliado sua estrutura em todos os municípios e que deverá abrir concurso em breve para contratação de pessoal.

Fonte: DECOM 

Gente de OpiniãoTerça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

Você sabe o que são os famosos créditos de carbono? E como eles funcionam, você sabe? Na série especial “Carbono: desafios e oportunidades” recebemos

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

O Grupo de Pesquisa de Recuperação de Ecossistemas e Produção Florestal, coordenado pelas Dra. Kenia Michele de Quadros e Dra. Karen Janones da Roch

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pau-de-balsa é uma espécie florestal nativa da Amazônia e já é utilizada de forma artesanal na Colômbia para extração de ouro.Agora, cinco instituiçõ

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Gente de Opinião Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)