Porto Velho (RO) domingo, 5 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Governo de Rondônia repassou abaixo-assinado pró-usinas, dizem diretoras de escolas


Sabrina Craide
Agência Brasil

Brasília - O movimento favorável à construção das usinas hidrelétricas em Rondônia tem recolhido assinaturas em todo o estado para levar a Brasília. Nas escolas estaduais, os abaixo-assinados também estão sendo circulados entre alunos, funcionários e professores. Integrantes da direção de duas escolas ouvidas pela Agência Brasil dizem que os documentos foram repassados pela Representação de Ensino, do governo estadual.

A professora Iracema Sena dos Santos, vice-diretora da Escola Estadual Risoleta Neves, confirmou que o abaixo-assinado foi passado na escola, mas disse que só assinava o documento quem queria. "A gente mostrou a importância das usinas para o país, principalmente para o estado, em relação ao emprego", explicou.

No entanto, ela disse que o abaixo-assinado foi repassado à escola pela Representação de Ensino, ligada à Secretaria Estadual de Educação. Após recolher as assinaturas, o documento foi entregue novamente à representação, segundo a vice-diretora.

A informação não foi confirmada pela representante de Ensino de Porto Velho, Irany de Oliveira Moraes. Procurada pela Agência Brasil, Moraes disse que a representação não repassou os abaixo-assinados, mas que recebeu algumas assinaturas que foram enviadas pelas escolas. Segundo ela, os documentos foram repassados à Secretaria de Educação. A assessoria de Imprensa da Secretaria de Educação negou ter encaminhado abaixo-assinados às escolas.

A diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Orlando Freire, Olinda Lima Monteiro Lacerda, disse que o governo do estado realizou uma reunião com os diretores de escolas para encaminhar o abaixo-assinado. "Nós tivemos uma reunião com os secretários de educação, com as pessoas envolvidas no projeto e a representante de ensino, juntamente com todos os diretores de estado, e foi encaminhado esse documento para que a gente pudesse estar incentivando todos os alunos", explicou. Lacerda também afirmou que, após colher as assinaturas, o documento foi devolvido à Representação de Ensino.

Ela disse também que a escola orientou os líderes de turma para colher assinaturas, mas que a adesão foi voluntária. "Como a gente sabe que é um projeto muito bom, que vai trazer melhorias para o estado, fizemos uma reunião com os líderes da escola e explicamos os beneficios que pode trazer", disse a diretora.

O governador de Rondônia, Ivo Cassol, disse que o abaixo-assinado está disponível para ser assinado nos órgãos governamentais, inclusive nas escolas, mas garantiu que não há coerção: "Em cada local está lá o abaixo-assinado que as pessoas podem assinar. Mas ninguém é obrigado a assinar. Quem está participando são pessoas que querem o desenvolvimento do estado". Ele disse que a opinião dos alunos é importante para o debate.

Questionado se haveria algum tipo de barganha para convencer as pessoas a assinar o documento, o governador fez uma brincadeira. "Essa barganha que estão falando é como história de papai Noel, é apenas uma fantasia que estão tentando criar em cima da administração", disse.

O abaixo-assinado também passou na Escola Estadual Barão do Solimões, no centro da capital de Rondônia. A professora Maria Manaide Azevedo disse que não assinou o documento e procurou "abrir os olhos" dos alunos para a importância de cada assinatura. "Não é só assinar, você tem que ver que essa assinatura pode ser poderosa lá na frente, e também tem que ver o que vai acontecer com a nossa cidade. Então, tem que pensar bem antes de assinar", afirmou.


 

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre