Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

FLONA DO JAMARI: Audiência Pública em Cujubim dia 18


Serviço Florestal Brasileiro promove audiência pública sobre conteúdo do edital de licitação para manejo sustentável
O Serviço Florestal Brasileiro vai ouvir a comunidade do entorno da Floresta Nacional do Jamari sobre os termos do edital de licitação para manejo sustentável dentro da unidade. Serão duas audiências. A primeira no Município de Cujubim, no dia 18, quinta-feira e a segunda, em Itapuã do Oeste, no dia 19, sexta-feira.
Quem tiver interesse em debater sobre os termos do edital, as audiências serão aberta a todos os interessados. As contribuições serão recolhidas pela equipe do Serviço florestal para aperfeiçoamento do documento final. O edital com o conteúdo definitivo será publicado no dia 31 de outubro.
A minuta do edital já está disponível na página eletrônica do Serviço Florestal Brasileiro, onde também pode ser encontrado todo o material referente ao projeto de concessão florestal para uso sustentável na Flona do Jamari: como mapas, normas, informações etc.
No momento, a equipe do Serviço Florestal Brasileiro está em campo, mobilizando as comunidades locais para as audiências com apoio das prefeituras de Cujubim e Itapuã do Oeste. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, cedeu um espaço dentro da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio, Paulo Freire, em Itapuã do Oeste, para a realização da audiência do dia 19. Em Cujubim, o encontro será na sede da Associação de Mulheres.
As reuniões fazem parte de uma agenda de transparência e mobilização civil em torno dos processos decisórios do Serviço Florestal Brasileiro.
Na agenda estão incluídas consultas técnicas, seminários e reuniu entre a equipe do Serviço Florestal com diversas entidades ligadas ao governo estadual e às prefeituras na região da flona - além de encontros com entidades ambientalistas e setores empresariais, como a Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO), por exemplo.
Cronograma
*Dia 18, de 9 às 17 horas -- Cujubim, na Associação de Mulheres de Cujubim (rua Pardal, esquina com a Av. Roxinou s/n);
*Dia 19, de 9 às 17 horas -- Itapuã do Oeste, na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio, Paulo Freire (rua Ayrton Senna s/n,
Centro).
Pré-edital - O documento que está sendo levado à apreciação pública é o primeiro a ser elaborado nesse gênero no Brasil e arremata um processo que iniciou no ano passado com a aprovação de Lei de Gestão de Florestas Públicas.
Ele contém as normas que vão possibilitar a escolha da melhor proposta para receber a concessão para uso dos recursos florestais dentro da unidade. Contém também todas as informações sobre as características geográficas da área, infra-estrutura, estudos de viabilidade econômica e potencial de produtos florestais para manejo de baixo impacto (que segue a Instrução Normativa Nº 5/06 do MMA).
Por meio do edital, serão licitados lotes em três tamanhos para atender a grandes, médios e pequenos empreendedores. Quem vencer deverá conservar a área e poderá explorar produtos florestais como madeira, óleos, sementes, resinas, etc. Sempre com técnicas de manejo sustentável. O vencedor poderá também oferecer serviços como ecoturismo, esporte de aventura, etc.
"A publicação do pré-edital coroa um processo que começou com a elaboração do projeto de lei", afirma Tasso Azevedo, diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro. "Mas todo o cuidado é pouco para que seja um processo virtuoso - que beneficie as populações locais e promova a conservação da floresta", diz ele.
O endereço da página eletrônica do Serviço Florestal Brasileiro é www.florestal.gov.br; o e-mail: [email protected]
Flona do Jamari
- A Floresta Nacional do Jamari foi definida pela Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, como a área onde se localizará o primeiro lote de unidades de manejo a serem submetidas à concessão florestal, segundo portaria Nº 492 - publicada no Diário Oficial da União, dia 24 de setembro de 2007.
Trata-se de uma unidade de conservação federal de uso sustentável, com 220 mil hectares. Desse total, apenas 90 mil (cerca de 40%) serão manejados; já que os outros 60% têm outras destinações, como uso comunitário, conservação integral, mineração - de acordo com as normas do Plano de Manejo da Flona do Jamari, aprovado pelo Ibama em 2005.
Esses 90 mil hectares serão repartidos em unidades de pequeno, médio e grande portes, que serão licitadas separadamente e sob regras diferenciadas. A idéia é dar oportunidade de acesso a produtores de diferentes escalas, cada um com direitos e obrigações próprias.
Fonte: Luiz da Motta

 

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

As Forças de Segurança do governo brasileiro estão em ação conjunta ao redor e dentro da Terra Indígena Yanomami para impedir atividades criminosas

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

A parceria entre o Consórcio Público Intermunicipal de Rondônia (CIMCERO) e o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia tem incentivado junto as pre

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)